Avante! Avante!

Dia 27 em Lisboa e no Porto

Marchas contra o capital

O Governo do PSD e do CDS-PP e a política que está a impor, no quadro do pacto de agressão estabelecido com a troika dos credores, têm que ser contestados e travados «quanto antes», sublinha a CGTP-IN no apelo à participação dos trabalhadores e da população dos distritos de Lisboa, Setúbal e Porto nas marchas da próxima quinta-feira. A CGTP-IN recorda que, de 2010 para 2013, as 25 maiores fortunas aumentaram 17,8 por cento; na repartição do rendimento, a fatia do capital cresceu de 50,8 por cento, em 2009, para 53,4 por cento, em 2013. Entretanto, milhões de pessoas sofrem reduções de salários e pensões, bem como o aumento do desemprego, da pobreza e da exclusão social.