Avante! Avante!

Grande manifestação em Lisboa e acções em todo o País

OE chumbado nas ruas

O «dia nacional de indignação, protesto e luta», convocado pela CGTP-IN e que mobilizou centenas de milhares de trabalhadores, fez deste 26 de Novembro o dia da rejeição popular do Orçamento e da política de que ele faz parte. Este é o tempo de «endurecer e intensificar a luta pela mudança urgente e inadiável», disse Arménio Carlos, apelando à mobilização de todos para as novas lutas convocadas pela CGTP-IN: entre 16 e 20 de Dezembro, uma semana de acções públicas pelo aumento dos salários e das pensões, contra os cortes previstos no OE, pelo emprego com direitos, pela protecção social para todos os desempregados. Para o dia 19 de Dezembro, uma concentração-vigília, a partir das 18.30 horas, em Belém, junto à Presidência da República.

 

Contra cortes na remuneração e na segurança

Polícias unidos na luta

Milhares de homens e mulheres, vindos
de todos os distritos, responderam
dia 21, à convocatória da Comissão
Coordenadora Permanente (CCP)
dos Sindicatos e Associações
dos Profissionais das Forças
e Serviços de Segurança.
Com mais de dez mil participantes,
esta terá sido a maior manifestação
de profissionais desta área.