Avante! Avante!

Administração Pública», acusando o executivo de «manipulação populista» e convidando «todas as forças políticas e sociais que prezam a democracia» a oporem-se a este processo que põe em causa os direitos dos trabalhadores e dos cidadãos.

 

Restam mil vidreiros na Marinha Grande

Uma luta de fôlego

Em pouco mais de dez anos, a Marinha Grande viu desaparecer emblemáticas empresas do sector da cristalaria. Os vidreiros eram então 3500, não passam hoje de mil. Novos ataques são desferidos contra os seus direitos. Trabalhadores e dirigentes sindicais falam ao Avante! sobre os problemas do sector.