Avante! Avante!



PCP e CGTP acusam Governo

Política de esmola

O PCP critica o aumento do salário mínimo nacional em 2,5 por cento (30 cêntimos diários), anunciado pelo ministro do Trabalho e Segurança Social, considerando-o um «aumento de miséria».

 

PCP organiza segunda «Rota do Desemprego»

Uma viagem à Lisboa improdutiva

Nos últimos anos, entre Belém e Marvila, desapareceram dezenas de empresas e mais de trinta mil postos de trabalho foram destruídos. A produção industrial portuguesa decaiu e muito do que se produzia no País tem de ser hoje comprado ao estrangeiro. O desemprego aumentou e Portugal ficou mais pobre.