Avante! Avante!

Feriados e 35h reconquistados

Vale a pena lutar

A reposição dos feriados «simboliza mais um passo na concretização de reconquista de direitos usurpados que é preciso continuar a percorrer e a alargar a outros domínios», afirmou Jerónimo de Sousa, dia 25, no Seixal, sublinhando que a «vida mostra que não podemos descansar nas vitórias alcançadas», pelo que «cada passo dado de recuperação e conquista precisa de ser consolidado e assegurado, com a força e a unidade dos trabalhadores e do povo e da sua luta». Entretanto, o plenário da Assembleia da República aprova hoje, dia 2, em votação final global, a proposta da comissão parlamentar de Trabalho que ontem aprovou a reposição das 35 horas de trabalho na função pública no dia 1 de Julho.

 

Em defesa da escola pública

Marcha em Lisboa no dia 18

Dezenas de milhares de assinaturas vão ser entregues amanhã no Parlamento e no Ministério da Educação, em defesa da escola pública, seguindo-se uma «tribuna» no Camões. Para dia 18, sábado, está marcada uma marcha, com concentração às 14h30 no Parque Eduardo VII.