Avante! Avante!

Peniche evoca heróica fuga de Janeiro de 1960

Nada poderá deter-nos, nada poderá vencer-nos!

As palavras do poeta Joaquim Namorado, adaptadas pelo maestro Fernando Lopes-Graça para umas das suas «Canções Heróicas», resumem o que se evocou nos dias 3 e 4 em Peniche: a coragem e a determinação em prosseguir a luta revolucionária quaisquer que sejam as condições, os obstáculos e os perigos. Foi precisamente isso que fizeram os dez dirigentes e quadros do PCP que, a 3 de Janeiro de 1960, protagonizaram uma das mais espectaculares e importantes fugas das prisões fascistas portuguesas. Ontem como hoje os comunistas estão na vanguarda da luta popular, organizando, estimulando e mobilizando para que os valores de Abril estejam presentes no futuro de Portugal.