Avante! Avante!

«Não estamos aqui para pedir nada, mas para exigir aquilo a que temos direito: o direito ao trabalho e ao trabalho com direitos» – palavras de Arménio Carlos, no encerramento da Marcha Contra o Desemprego, onde lembrou que «este é um tempo de exercer o direito à resistência, contra as medidas ilegítimas que põem em causa direitos, liberdades e garantias». O tempo de «acabarmos com este Governo e esta política, antes que este Governo e esta política acabem com o País!» A CGTP-IN e os trabalhadores não desarmam e, ao mesmo tempo que preparam a greve geral de 14 de Novembro, voltam a concentrar-se junto à Assembleia da República no dia 31 de Outubro.