Avante! Avante!

 

Estaleiros de Viana

Defender o emprego e a produção

A não serem travados os 380 despedimentos anunciados nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, esta emblemática empresa poderá ser a primeira vítima do pacto assinado entre PS, PSD e CDS e a troika. Os trabalhadores rejeitam os despedimentos e mostram que têm uma palavra a dizer.