Diplomacia dos EUA em Pyongyang e Pequim

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse ser importante Washington e Pequim cooperarem no processo de desnuclearização da República Popular Democrática da Coreia (RPDC).

Depois de ter visitado Tóquio, Seul e Pyongyang, no fim-de-semana (6 e 7), com a questão coreana na agenda, o governante estado-unidense esteve na capital chinesa, onde se reuniu com Wang Yi, ministro dos Negócios Estrangeiros, e Yang Jiechi, da Comissão de Assuntos Exteriores do Comité Central do Partido Comunista da China.

Em Pequim, o chefe da diplomacia estado-unidense e a parte chinesa abordaram a questão coreana, outros assuntos internacionais de interesse e, ainda, as relações bilaterais, marcadas por «contínuas provocações de Washington».

Antes, na sua quarta deslocação, este ano, à capital norte-coreana, Pompeo foi recebido pelo presidente Kim Jong-un. Uma das questões tratadas foi a discussão da data e do local de uma nova cimeira entre Kim e o presidente dos EUA, Donald Trump.

A 12 de Junho, em Singapura, decorreu uma cimeira histórica entre os líderes da RPDC e dos EUA. O encontro terminou com a assinatura de um documento conjunto em que ambas as partes confirmaram a vontade de estabelecer novas relações bilaterais. O dirigente norte-coreano reafirmou o seu compromisso com a desnuclearização total da península da Coreia, enquanto o presidente Trump comprometeu-se a dar garantias de segurança a Pyongyang.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: