Os vereadores do PS e do PSD não escutaram as reivindicações
PS vira o «bico» ao voto em Loures e chumba investimento nos SIMAR

LUTA Na Câmara de Loures, PS e PSD chumbaram, dia 2, o orçamento dos SIMAR. Os trabalhadores da empresa de águas e resíduos, que também serve o concelho de Odivelas, disseram em uníssono: «Os SIMAR somos nós!».

Image 24407

Na sexta-feira, cerca de 200 trabalhadores dos Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos de Loures e Odivelas (SIMAR), várias dezenas deles envergando os fatos de trabalho, dirigiram-se em manifestação à reunião da autarquia, distribuindo um comunicado à população e fazendo ouvir a sua indignação. Exigiram a aprovação do orçamento dos SIMAR, assim como o mapa de pessoal.

Os vereadores do PS e do PSD não escutaram as reivindicações e chumbaram o orçamento apresentado pelo Conselho de Administração dos SIMAR. O documento já tinha sido aprovado em Dezembro de 2017, em reunião de Câmara, com os votos favoráveis da CDU, os votos contra do PSD e a abstenção do PS. Posteriormente foi chumbado na Assembleia Municipal de Loures, com os votos contra do PS e do PSD, a abstenção do BE e os votos favoráveis da CDU, do CDS e do PAN.

A justificação do chumbo prende-se com o facto de se prever um aumento de tarifário, como recomenda a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR).

Bernardino Soares, presidente da Câmara Municipal, referiu que o chumbo do orçamento não impede nem suspende a actualização do tarifário, que está em vigor desde o dia 1 de Janeiro, e que «apenas prejudica o funcionamento dos SIMAR e compromete os investimentos previstos», com um valor de 80 milhões de euros.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: