Durante quatro anos não houve estratégia para Portalegre
Devolver a Portalegre a dimensão de capital de distrito

GARANTIA Luís Pargana, candidato da CDU à presidência da autarquia, promete trabalhar «com todos e para todos, para o desenvolvimento do concelho e o bem-estar das suas gentes».

Image 22747

Na apresentação pública dos cabeças de lista da Coligação PCP-PEV à Câmara e Assembleia Municipal, que decorreu, segunda-feira, 15, na Sala Comendadora Domingas Valente da Biblioteca Municipal de Portalegre, Luís Pargana, professor e vereador na autarquia, recordou que com o CLIP (Movimento Cidadãos Livres e Independentes por Portalegre) o concelho «definhou» e os portalegrenses foram «abandonados à sua sorte».

A falta de limpeza nas ruas, a degradação do património municipal, o abandono dos espaços públicos, a falta de manutenção dos parques escolar e desportivo, o desmazelo dos jardins públicos, o esquecimento das freguesias rurais, a deterioração das estradas municipais e dos caminhos rurais, o desapoio às associações culturais e desportivas, a desorganização dos serviços municipais e a desvalorização dos seus trabalhadores foram alguns dos problemas denunciados pelo candidato à autarquia, que prometeu nunca «desistir de lutar por um futuro melhor para a nossa terra».

Competência
«Nós [CDU] somos competentes para tomar nas nossas mãos o nosso destino colectivo e recuperar do atraso a que fomos votados. Assim sejam os portalegrenses capazes de ultrapassar os preconceitos que têm deixado perpetuar o arco do poder que sempre tem governado a Câmara de Portalegre», afirmou Luís Pargana.

Com a Coligação PCP-PEV, destacou o cabeça de lista, Portalegre voltará a ser a cidade «branca», com as «ruas cuidadas, bem iluminadas, com o espaço público atractivo e dinamizado», mas também a «cidade industrial do Alentejo».

«Reivindicaremos do Governo os fundos estruturais necessários para o fomento industrial e o apoio à criação de emprego. Não seremos submissos a qualquer governo, seja qual for a sua cor! Assumiremos um papel catalisador do investimento e repensaremos a zona industrial para as actividades produtivas. Resolveremos o problema da antiga fábrica Robinson, preservando o seu património e a memória industrial e devolvendo-a à cidade como recurso de desenvolvimento», anunciou.

Também a cultura, a educação, o património, o comércio local e tradicional, os apoios sociais, as obras de proximidade, a manutenção de estradas municipais e os caminhos em todas as freguesias, a coesão social e territorial em todo o concelho serão uma prioridade. «Nas eleições autárquicas de há quatro anos, a CDU ficou em segundo lugar na cidade de Portalegre. Este ano é tempo de a CDU ficar em primeiro», reivindicou Luís Pargana.

Compromisso
Apresentado foi também Hugo Capote, cabeça de lista à Assembleia Municipal. O médico-cirurgião alertou que nas próximas eleições se joga o futuro de Portalegre, denunciando, de igual forma, a governação incompetente do concelho nos últimos quatro anos, por uma candidatura alegadamente independente, sem visão estratégica nem capacidade de planeamento e mobilização.

Manifestou-se ainda confiante em que a CDU será chamada a gerir o concelho. «Os nossos compromissos e condicionamentos serão com os nossos princípios e ideias e para com o nosso programa», afirmou Hugo Capote, assegurando: «Não faremos promessas de redução da área de estacionamento pago na véspera das eleições para depois aumentarmos a área paga e ainda renovarmos automaticamente o contrato com a empresa em causa». «Não é justo que estas acções sejam recompensadas com mais um mandato!», acrescentou.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: