Avante! Avante!

A sessão cultural evocativa de Álvaro Cunhal, que na tarde de sábado fez transbordar a Aula Magna da Universidade de Lisboa, é um momento que ficará na memória de todos quantos nela participaram. Fazendo jus às suas próprias palavras – «arte é liberdade, é fantasia, é descoberta e é sonho» – alguns dos melhores artistas portugueses da actualidade proporcionaram à assistência emoções de sobra numa vibrante homenagem ao dirigente comunista que se notabilizou por uma ímpar actividade política revolucionária, teórica e prática, e por um singular interesse por todas as formas de expressão artística.