Faleceu Fernanda Vicente

Faleceu, no passado dia 13 de Novembro, com 70 anos, a camarada Fernanda Leonilde Pinho Vicente, durante anos funcionária do PCP. Natural de Angola, nasceu na cidade de Bocoio. Ainda criança veio para Portugal, vivendo a sua infância e parte da juventude no Barreiro, onde iniciou a sua intervenção cultural e antifascista.

Aos 18 anos já fazia parte da direcção do Luso Futebol Clube, integrava a Comissão Cultural e colaborava no jornal Luso e no Boletim Informativo do Barreiro. Participou também no Grupo Amador do Barreiro.

Já empregada de escritório, em 1969 Fernanda Vicente aderiu ao Partido Comunista Português. Participou activamente no Movimento da Juventude Democrática, no Movimento da Juventude Trabalhadora (MJT) e no Movimento Democrático de Mulheres (MDM).

Em Outubro de 1970 entrou na clandestinidade, com tarefas na Organização do Partido na Margem Sul. Esteve exilada na Bélgica e regressou a Portugal em Maio de 1974.

Integrou a Comissão Concelhia de Vila Franca de Xira e a Comissão Distrital de Viseu do PCP. Desenvolveu tarefas de apoio à Direcção da Organização Regional de Lisboa e na sede central do Partido.

Fernanda Vicente foi dirigente da Frente Anti-Racista. Publicou, em 1998 (e teve uma segunda edição em 1999) o livro A garota do Kalussowa – Retrato de uma África colonizada vista por uma criança, pela Editorial Escritor. Como pintora, apresentou duas exposições individuais e participou em várias colectivas.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: