Breves
Reintegrado na Scotturb

Anteontem, dia 17, reocupou o seu posto de trabalho um trabalhador da Scotturb que não viu renovado o seu contrato e contestou a decisão em tribunal, através do STRUP. Ao anunciar esta «importante vitória», a Fectrans/CGTP-IN assinalou que «nesta empresa faz-se contratos a prazo para ocupar postos de trabalho permanentes, o que é ilegal, tendo a própria gerência reconhecido esse facto, não deixando o caso ir a julgamento». O motorista «foi readmitido com um contrato efectivo, com pagamento das retribuições que deixou de auferir desde a data em que lhe cessaram o contrato e com a antiguidade desde 2017».


Cristina no Constitucional

No dia 12, o Tribunal Constitucional confirmou a decisão do Tribunal do Trabalho de Santa Maria da Feira, que aplicou uma coima de 30 mil euros à Fernando Couto Cortiças, por «assédio moral» sobre a trabalhadora Cristina Tavares, revelou o Jornal de Notícias, citando o Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte, que confirmou o trânsito em julgado.
João Ferreira endereçou «um aplauso e toda a solidariedade à corajosa Cristina». Na página do candidato a Presidente da República, na rede social Facebook, foi realçado que «este exemplo demonstra que vale sempre a pena lutar».


Apoios para ex-Cofaco

Foi publicada no dia 11, devendo ser regulamentada em 60 dias, a lei sobre a majoração dos apoios sociais aos antigos trabalhadores da fábrica de conservas da Cofaco, na ilha açoriana do Pico, encerrada em Maio de 2018. Uma resolução proposta pelo PCP tinha sido aprovada por unanimidade na AR, dois meses depois do fecho da fábrica, e foi integrada no OE 2020. Em Setembro, o Sitaceht (CGTP-IN) promoveu um abaixo-assinado e alertou para o drama de 130 trabalhadores ainda no desemprego.


Repostas férias

A Autoneum Portugal, em Setúbal, que em Março tinha retirado aos trabalhadores quatro dias de férias, foi forçada a repô-los, anunciou o SITE Sul no final de Outubro.