Mais de 15 milhões de alemães vivem em risco de cair na pobreza

Cerca de 20 por cento da população alemã, país com mais de 82 milhões de habitantes, está em risco de cair na pobreza, alerta um estudo da União Europeia divulgado em Berlim. De acordo com um inquérito divulgado pelo Gabinete Federal de Estatísticas da Alemanha, essa percentagem traduz-se em 15 milhões e meio de pessoas à beira de serem atingidas pelo flagelo da pobreza.

Depois de assinalar que as mulheres enfrentam os maiores riscos, a investigação conclui que, na Alemanha, apesar de uma taxa de desemprego relativamente baixa, «milhões de pessoas não ganham o suficiente para pagar as suas contas ou aquecer adequadamente as suas habitações».

Outros dados estatísticos revelados recentemente confirmam que, em 2017, na Alemanha, reconhecida como a primeira economia da Europa, uma em cada cinco pessoas esteve à beira da pobreza ou da exclusão social.

De acordo com números da União Europeia, no bloco comunitário, a média de pessoas afectadas pelo risco de pobreza é de 23,5 por cento da população total.

Analistas referidos pela Prensa Latina consideram numerosos lares na Alemanha, país onde só à volta de 40 por cento das pessoas vivem em casa própria, carecem de recursos económicos suficientes devido a uma desigual distribuição da riqueza e às baixas pensões, entre outros factores.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: