FAO alerta para revoltas da fome

O director-geral da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), Jacques Diouf, alertou para o risco de tumultos em vários países devido à carestia dos alimentos, notando que «os governos estão em situações difíceis e houve até um que foi derrubado por causa disso», numa clara alusão à revolução tunisina.

Diouf fez estas declarações, na sexta-feira, 4, um dia depois de a organização que dirige ter revelado que os preços mundiais dos alimentos alcançaram em Janeiro o índice mais elevado dos últimos 20 anos.

Em relação a Dezembro passado, os preços aumentaram 3,4 por cento, alcançando 231 pontos, valor que é «o mais alto desde que a FAO começou a calcular os preços dos alimentos em 1990», salientou um comunicado da organização.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: