China no novo quinquénio

Luís Carapinha
A Assembleia Popular da China aprovou há dias o 14.º Plano Quinquenal (2021-2025) de desenvolvimento económico e social, cujas linhas directoras haviam sido decididas no último plenário do CC do Partido Comunista da China, em Outubro. Superando colossais atrasos,...

O artigo completo está disponível na edição impressa ou por assinatura on-line



Já é assinante ou comprou o Avante! esta semana?
Inicie sessão




Mais artigos de: Opinião

A vida numa redoma

Cercada por um certo fundamentalismo, a vida arrisca volatizar-se. O confinamento tende a tornar-se ideologia de Estado, instrumento de dominação, fundamentação para lá das razões de saúde pública invocadas. A actividade económica e cultural, a vida em sociedade ou as múltiplas dimensões de saúde física e mental não...

A «mordaça» do reaccionário «manholas»

Cavaco, paradigma do «chefe» reaccionário, anacrónico, ressabiado e «manholas» (alcunha de Salazar), com manhas recorrentes e gastas, voltou à treta da «democracia amordaçada». Criticou o Governo pelas «técnicas» da política de direita, que ele próprio instituiu em vinte anos de primeiro-ministro e PR, para controlar o...

O candidato Goldman Sachs

Mario Draghi, Rishi Sunak, Mario Monti, Henry Paulson, Durão Barroso, são alguns dos figurões que transitaram do gigante bancário Goldman Sachs para altos cargos políticos, ou transitaram de altos cargos políticos para lá. A lista completa – que não caberia aqui – inclui Carlos Moedas, mas isso é omitido. Trabalhou nos...

O incómodo

As comemorações do Centenário do PCP irritaram alguns. Houve quem tenha ocultado o verdadeiro motivo do incómodo, recorrendo às mesmas atoardas lançadas no ano passado contra o XXI Congresso ou a Festa do Avante!. Voltaram a falar dos privilégios do PCP, por mais que os direitos que tenha exercido nessa ocasião não...

Uma década de guerra imperialista

Completa-se este ano uma década sobre o início das agressões imperialistas à Líbia e à Síria. Como sempre, o tempo ajuda a perceber a essência dos processos e hoje são ainda mais visíveis as consequências e a natureza daqueles crimes.