Aconteu
Setúbal cria a Casa das Imagens com doação de Lauro António

O crítico e programador Lauro António doou livros, filmes, fotografias e objectos ligados ao cinema (cerca de 50 mil peças) para a criação da Casa das Imagens, uma biblioteca e mediateca prontas a inaugurar em Setúbal, sem data, em virtude das novas medidas do estado de emergência.

A cerimónia de inauguração, inicialmente agendada para o dia 15 de Janeiro, contemplava um programa repartido entre o Fórum Municipal Luísa Todi e o novo equipamento cultural dedicado ao cinema, localizado no n.º 8 da rua da Velha Alfândega, contíguo à Biblioteca Pública Municipal de Setúbal.

É Lauro António que ficará a dirigir a Casa das Imagens e a dinamizar uma programação com ciclos de cinema e publicação de livros, o primeiro dos quais sobre o filme negro norte-americano, bem como debates e criação de um arquivo de entrevistas de vida de figuras ligadas a esta arte.

De acordo com a Câmara de Setúbal, a Casa das Imagens contará ainda com CD, discos em vinil, cassetes-áudio, material publicitário de filmes, banda desenhada e cartoons, revistas especializadas de cinematografia, enciclopédias gerais e obras generalistas.

Estarão ainda expostas várias peças, entre as quais uma placa exterior do antigo Cinema Condes, um anúncio luminoso do Cinema de Cascais, uma máquina para ver fotografias em vidro, uma máquina de escrever e prémios que Lauro António recebeu.


«Muralizados no apoio à cultura»

A programação do Mural 18, iniciativa dos 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa (AML), de apoio a agentes culturais através do desenvolvimento de uma programação em rede, arrancou no dia 15 de Janeiro, com acções exclusivamente em streaming na plataforma www.mural18.pt. A programação completa – até Setembro, com musica, teatro, poesia, dança, leitura, exposições e performances diversas – pode também ser consultada nas páginas de Internet dos 18 municípios da AML.

Com o lema «muralizados no apoio à cultura», esta iniciativa tem uma comparticipação financeira do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, no valor de 1,5 milhões de euros, e une agentes culturais, municípios e cidadãos, em defesa da comunidade artística e do património cultural, imaterial e material.


Maior monumento megalítico de Portugal em Évora

O Governo definiu como zona especial de protecção (ZEP) e Anta Grande do Zambujeiro, situada no concelho de Évora, o maior monumento megalítico de Portugal e um dos maiores da Península Ibérica e de toda a Europa. A portaria foi publicada no dia 13 de Janeiro, em Diário da República (DR).

Situada a pouco mais de uma dezena de quilómetros da cidade, a Anta Grande do Zambujeiro, cuja construção remonta a um período entre os inícios do 4.º e meados do 3.º milénio antes de Cristo, é um templo funerário de grandes dimensões.


Luta de Patrice Lumumba continua a inspirar o mundo

No dia 17 de Janeiro passaram 60 anos sobre o assassinato de Patrice Lumumba, líder do movimento de independência do Congo e importante figura contra o colonialismo no continente africano. Nasceu a 2 de Julho de 1925, em Onalua, uma aldeia no Kasai Oriental, com o nome Elias Okitasombo. Aos 35 anos, tornou-se a primeira pessoa eleita legalmente para o cargo de primeiro-ministro da República Democrática do Congo.

Sete meses após ser deposto por um golpe de Estado, Lumumba foi morto com a intervenção dos governos norte-americano e belga, o que não diminuiu a importância da vida e obra de Lumumba, que continua a inspirar os anti-imperialistas de África e de todo o mundo.


China constrói hospital em cinco dias

A China concluiu a construção de um hospital com 1500 quartos para pacientes infectados com COVID-19 em cinco dias, para responder ao aumento do número de casos na província de Hebei, a Sul de Pequim. Esta semana estarão concluídos mais cinco hospitais naquela província, com um total de 6500 quartos.



Resumo da Semana
Frases