570 – 496 a.C. – Pitágoras de Samos

Filósofo, matemático, astrónomo e músico grego pré-socrático, Pitágoras de Samos, em grego Πυθαγόρας ὁ Σάμιος, está associado a uma das mais antigas relações matemáticas e trigonométricas: o Teorema de Pitágoras, que estabelece que «num triângulo rectângulo, o quadrado da hipotenusa é igual a soma dos quadrados dos catetos». Crê-se que a relação já era conhecida dos babilónios dos tempos de Hamurabi, mais de um milénio antes, mas terá sido Pitágoras o primeiro a enunciar o princípio. Fundou também a seita pitagórica, que buscava a purificação da alma através do conhecimento e do pensamento, a qual deu origem à Escola Pitagórica dedicada ao estudo da Matemática, Filosofia, Astronomia e Música. Pitágoras revolucionou a música antiga ao descobrir uma nova escala de tons. Esta descoberta permitiu a criação dos instrumentos de cordas modernos, como o violão e o piano. No âmbito filosófico, que na época tinha como objectivo apontar a origem provável do Universo, Pitágoras concebe uma codificação numérica essencial: atribui ao algarismo 1 o começo do Universo. Para ele havia uma relação intrínseca entre a Música, a Matemática, a organização cosmológica e a composição das almas, já que todos estes elementos naturais se regiam por ordens numéricas.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: