• Manuel Rodrigues

Marionetas do grande capital

O governo PSD/CDS é responsável por milhares de milhões de euros que o Estado «enterrou», nos últimos anos, na banca privada enquanto esta encerrava centenas de agências e despedia milhares de trabalhadores.

É bom lembrar que foi também o governo PSD/CDS que iniciou em 2011 um processo conducente à privatização da Caixa Geral de Depósitos só interrompido pela luta e o voto dos trabalhadores e do povo que ditou aos dois partidos da coligação uma fulminante derrota eleitoral de que ainda não se recompuseram.

Na ânsia de um rápido retorno à política de exploração e empobrecimento que protagonizaram no governo, ei-los agora a recorrer a tudo o que possa desestabilizar, interromper e reverter a actual fase da vida política: desde a cumplicidade activa e antipatriótica com as chantagens da União Europeia, à chicana política, à obstrução, mistificação e intriga.

O PSD, com o apoio do CDS, tomou a iniciativa de pedir um inquérito à Caixa Geral de Depósitos. Com que objectivo? Se era para conhecer o que se estava a passar na CGD, para que precisava da Comissão de Inquérito se como membro(s) das suas administrações ao longo de muitos anos conhece e é corresponsável por tudo o que ali se tem passado? Ou a intenção é, antes, desacreditar e desvalorizar o banco público (procurando colocá-lo no mesmo plano da banca privada quanto à sua natureza e objectivos), impedindo ao mesmo tempo a sua recapitalização e precipitando a sua privatização? Então e como pode ser contra a recapitalização de um banco público (injecção de dinheiro do Estado que continuará nas mãos do Estado) quem injectou tanto dinheiro público nas mãos de interesses privados, esse sim sem retorno à esfera pública?

No seu habitual exercício de hipocrisia, o que é espantoso é que estes partidos se esqueçam sempre do factor determinante e decisivo que lhes interrompe e derrota os planos: a luta dos trabalhadores e do povo e a intervenção do PCP. Que vai continuar, por muito que lhes custe!

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: