May quer relançar<br>indústria britânica

A primeira-ministra britânica, Theresa May, apresentou, dia 2, um plano para transformar a economia do Reino Unido e adaptá-la ao contexto da saída do país da União Europeia.

Trinta anos após o desmantelamento de grande parte do aparelho produtivo, durante os governos de Margaret Thatcher, a nova equipa de conservadores liderada por May pretende relançar o conceito de política industrial, com vista a aumentar a produtividade e criar empregos para os jovens.

Durante a reunião que manteve com a comissão encarregada de traçar uma «estratégia económica e industrial», May definiu como regiões prioritárias os antigos centros industriais hoje situação social e económica difícil, cujas populações votaram massivamente pela saída da UE.

Porém, antes da reanimação do tecido industrial, o governo de Theresa May tem pela frente a crise no sector siderúrgico, hoje controlado em grande parte pelo Tata Steel. Em Março último, o grupo indiano anunciou a sua intenção de encerrar ou vender todas as unidades no Reino Unido, que empregam vários milhares de pessoas.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: