Editorial

VIVA A GREVE GERAL

Todos os dias a vida confirma a análise e as previsões do PCP em relação à situação do...
Opinião
A talhe de foice

À medida

Pedro Passos Coelho arranchou um Governo à sua dimensão – e oito meses apenas sobre a tomada de posse, já o todo e...
Crónica Internacional

Acto de vassalagem

À margem do Conselho Europeu, que se realiza a 1 e 2 de Março, será assinada – sem pompa nem circunstância...
PCP

Empobrecimento forçado

Nove meses passados da assinatura do pacto de agressão, a aplicação das suas medidas está a representar um verdadeiro massacre às condições de vida e de trabalho das classes trabalhadoras e populares. Uns são atirados para o empobrecimento forçado, outros aprisionados a uma espiral de pobreza e de exclusão social. O País é lançado para o retrocesso económico e social.

Actual

«Seguro de vida»

Estamos a viver novo episódio da «oposição construtiva» do PS ao Governo PSD/CDS e à troika...
Actual

O atoleiro e o fundamentalismo

O New York Times dedica um editorial ao Afeganistão (18.02.2012). Embora a intenção não seja essa, cada linha...
Em Foco

Homenagem a Zeca Afonso

(…) Fui um bom engenheiro  um bom castor Amei a minha amada com amor De nada me arrependo...

Índios da Meia-Praia

Autor: José Afonso Aldeia da Meia PraiaAli mesmo ao pé de LagosVou fazer-te uma cantigaDa melhor que sei e façoDe...
PCP

Não pode ser só para alguns

Cabe ao Estado garantir uma educação pública, gratuita e de qualidade, reafirmou Jerónimo de Sousa numa mesa redonda com estudantes do Ensino Superior realizada no dia 15, em Lisboa.

Instrumento essencial para a luta dos comunistas

Várias organizações partidárias estão a assinalar o 81.º aniversário do Avante! em iniciativas onde se reafirma a importância do jornal para o reforço do Partido e para a afirmação do seu projecto.

Perdem o povo e o País

«O fim das tarifas reguladas e a liberalização dos preços significam energia mais cara para o povo português e lucros ainda maiores para os accionistas» das grandes empresas, alerta o PCP, que nota ainda que a política de subordinação aos interesses do grande capital aprofunda as «relações de dominação sobre a actividade económica e a soberania do País».

Desemprego disparou em 2011

Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística/INE resultantes do Inquérito ao Emprego do quarto trimestre de 2011...
Trabalhadores

Greve geral a 22 de Março

Ao apresentar a decisão do Conselho Nacional da CGTP-IN, que convocou uma greve geral para 22 de Março, Arménio Carlos invocou um extenso rol de factos e situações, que retratam a vida do País, dos trabalhadores e da grande maioria da população, e criticou uma política que não responde aos problemas, antes os agrava e coloca em causa o futuro.

O factor de conflito

O Governo, com mais ou menos reuniões com os sindicatos, vai tentar persistir nos objectivos definidos no Plano Estratégico dos Transportes e isso vai ser um factor de conflito.

Dignificar a condição militar

Centenas de sargentos, praças e militares no activo e aposentados protestaram, dia 16, em várias cidades, «contra o desmantelamento das Forças Armadas». Na residência oficial do primeiro-ministro entregaram as suas reivindicações.

Semana de luta

A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública vai promover uma «Semana nacional de luta», de 27 de...

Professores em vigília

A Federação Nacional dos Professores convocou uma vigília de «24 horas contra a precariedade e o desemprego»,...

Em luta

No âmbito de uma jornada europeia, promovida pela União Internacional de Sindicatos de Serviços Públicos e...

Accionistas confrontados

Representantes dos trabalhadores das empresas do Grupo EDP concentraram-se no dia 20, frente à FIL, em...

Novas oportunidades

Com uma «Carta aberta» endereçada, dia 15, ao secretário de Estado do Emprego e ao Instituto do Emprego e...
Assembleia da República

«Cada murro é um defunto»

«Quanto mais se aprofunda e concretiza o pacto de agressão, mais se agravam os problemas estruturais do País, com mais exploração, mais pobreza, mais desemprego». Este é o traço forte da evolução económica e social nos últimos meses, referiu Jerónimo de Sousa no debate quinzenal com o primeiro-ministro.

Mistificação despudorada

O PCP considera que a Banca beneficia de privilégios fiscais e da protecção do Governo e garante que o combate a este estado de coisas continuará a ser um eixo central da sua acção.

Não à lei dos despejos

Os votos favoráveis da maioria parlamentar, com a abstenção cúmplice do PS, fizeram aprovar no Parlamento a nova lei das rendas. Para o PCP, que votou contra (PEV e BE também), pelo seu objectivo e conteúdo, esta é «uma verdadeira Lei do Despejo».

Empobrecer o papel da Escola

A maioria governamental chumbou o projecto de resolução do PCP que propunha a suspensão da reorganização...

Estimular gesto solidário

Encontra-se na Comissão de Saúde, para onde baixou sem votação depois de debatido na generalidade, o projecto de...

Passar ao lado da solução

A Assembleia da República aprovou, recentemente, em votação final global, com os votos favoráveis dos partidos da...

Ainda tanto por fazer...

O PCP reclama o reforço das políticas contra o tráfico de seres humanos, a par do incremento de «políticas...
Nacional

Contra a guerra no Médio Oriente

Preocupado com a evolução da situação no Médio Oriente, um conjunto de 25 personalidades manifestou, publicamente, a sua «preocupação» com a «agudização da situação em grande número de países do Norte de África e do Médio Oriente».

Estudantes mais endividados

Num comentário às notícias publicadas em alguns órgãos de comunicação social, dando conta de  que 200 recém-licenciados devem já 1,4 milhões de euros aos bancos, o Secretariado da Direcção Central do Ensino Superior da JCP acusa os governos do PS e do PSD/CDS de tratar o ensino como uma «mercadoria» e os estudantes como «clientes».

Nova lei dos despejos

No dia em que começou a ser discutida a proposta de lei do Executivo PSD/CDS sobre o arrendamento urbano, mais de uma centena de inquilinos manifestou-se junto da Assembleia da República contra a facilitação dos despejos e o aumento das rendas.

Utentes exigem médicos

Dando continuidade à luta que tem sido travada em Vila Nova de Paiva, os utentes da saúde deslocaram-se ontem à...

Encontro em Almada

A Associação Intermunicipal de Água da Região de Setúbal e a Campanha «Água é de...

Homenagem aos Tarrafalistas

A União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP) homenageia, no sábado, dia 25, os resistentes antifascistas assassinados...

CDU debate problemas reais

Dezenas de militantes, activistas e amigos da CDU em Vila Nova de Gaia participaram, sábado, num Encontro Autárquico para...

O flagelo do desemprego

Um profundo reaccionarismo e uma cega indiferença à dramática situação social que atinge milhões de...
Europa

Milhões enchem ruas de Espanha

Milhões de pessoas manifestaram-se, no domingo, 19, em 57 cidades de Espanha, contestando o projecto de reforma laboral do governo, que representa o maior ataque aos direitos dos trabalhadores desde a ditadura franquista.

Mergulhados na crise

As medidas de austeridade aplicadas vários países estão a ter preocupantes efeitos recessivos. Assim o indicam os últimos dados relativos a Espanha, Itália e Grécia.

Aviões em terra

Os trabalhadores de terra do aeroporto internacional de Frankfurt vão prolongar até amanhã, sexta-feira, a greve iniciada...

À «força» da guerra

O aprofundamento da crise do capitalismo na UE está a ser utilizado para um novo salto qualitativo no...
Internacional

Pela paz, contra a guerra imperialista

O Secretariado do Comité Central emitiu, no dia 15, uma nota sobre os desenvolvimentos no Médio Oriente e os perigos de novas guerras imperialistas, que publicamos na íntegra.

Líbia mergulhada no caos

Milhares de mortos, feridos e desaparecidos, cidades arrasadas ou desertas pela guerra, prisões onde se tortura gente que desconhece do que é acusada, e um território onde milhares de milicianos actuam com total impunidade é a realidade que emerge na Líbia um ano depois da sublevação pró-imperialista, iniciada a 17 de Fevereiro de 2011.

Fim da agressão à Síria

Organizações políticas e sociais portuguesas divulgaram, domingo, um documento no qual expressam «grande...

EUA distorcem a verdade

«Oficiais superiores das forças armadas norte-americanas distorcem tanto a realidade sobre a situação no...

Televisões ao lado de Putin

As cadeias televisivas de âmbito federal dedicaram a Vladimir Putin 68 por cento da sua cobertura nas eleições...

Ameaça à paz

A República Popular Democrática da Coreia (RPDC) considera os jogos de guerra envolvendo as forças armadas...
Temas

Aumento brutal do desemprego empobrece o País

No último trimestre de 2011 foram destruídos 1314 empregos por dia em Portugal. É o resultado do agravamento da política de austeridade recessiva, o que é um indicador claro de que a recessão económica está a ser mais profunda do que a prevista pelo Governo, pela troika estrangeira e pelos seus defensores.

Ficções do PS e duras realidades em Lisboa

No orçamento para 2012, a receita corrente diminui, na previsão de queda em parte dos impostos. Mas é compensada por taxas, multas e outras penalidades, na ordem dos 75 milhões de euros, que a maioria do PS na Câmara acha bem-vindas ao peso enorme de facturas e de prejuízos para a população da cidade.
Argumentos
Pontos Cardeais

Compreensão I

O secretário-geral da UGT, João Proença, saiu esta semana da sua reunião com a troika com um brilhozinho nos olhos...
TVisto

O direito recusado

Um dia destes, Arménio Carlos surgiu nos ecrãs dos nossos televisores. Posso mesmo acrescentar que essa aparição...
Aconteceu

Faleceu Igrejas Caeiro

Francisco Igrejas Caeiro faleceu, dia 19, aos 94 anos. Foi um dos nomes marcantes da rádio, do cinema e...

Reuniões e iniciativas

  Jerónimo de Sousa Secretário-geral do PCP Sexta-feira, 24   Faro...

A semana em resumo

Frases

«Os bónus pagos em 2009 pela Goldman Sachs equivaleram ao rendimento de 224...