Não se fala de boca cheia

Ângelo Alves
Os «líderes» dos países membros da União Europeia reuniram-se «informalmente» ao almoço em Bruxelas para abordar a crise. Dizem as regras que quando se come não se fala e – claro está – etiqueta é o que não falta por aquelas bandas. As conclusões do encontro/almoço são...

O artigo completo está disponível na edição impressa ou por assinatura on-line



Já é assinante ou comprou o Avante! esta semana?
Inicie sessão




Mais artigos de: Opinião

A crise e a deriva militarista

A amplitude mundial e a profundidade da crise capitalista a que ninguém ousa apontar o desenlace surpreendeu muito boa gente, a começar pelos próprios teóricos, executivos e apologistas do capitalismo. Surpreendeu-os e desorientou-os como bem se viu no patético espectáculo de Davos pois não só não encontram resposta na...

Campanha de massas e esclarecimento

Na década de 90, após a alteração da correlação de forças a favor do capitalismo, foram muitos os seus homens de mão espalhados por todo o mundo que tentaram convencer os partidos comunistas e outras forças revolucionárias de que, mesmo com defeitos, o sistema capitalista não tinha alternativa e que a partir daí, com o desaparecimento da URSS, tudo seria melhor para os povos de todo o mundo.

Pachorra

Não sei se alguém teve pachorra para assistir, na televisão, ao incensório de Sócrates – um dia destes ainda vai ser canonizado, com o auxílio de algum policarpo que lhe absolva os pecadilhos. O chamado congresso do PS, armado em Espinho – já é tempo de espinhos, que as rosas foram comidas – teve, para além do show,...

Ser Vanguarda há 88 anos

Afirma o Manifesto Comunista que «os comunistas são, no movimento presente, o futuro do movimento». Esta primeira definição do papel de vanguarda dos comunistas mantém-se de uma pujante actualidade. A vanguarda não se define pela simples (ainda que vigorosa) afirmação do Objectivo, numa mera oposição ao reformismo...

A <i>gaffe</i>

De tudo o que já se escreveu e disse sobre o congresso do PS nada me surpreendeu tanto como o facto de – aparentemente – a maioria dos comentadores ter passado ao lado da imensa, enorme, monumental mesmo, gaffe cometida, inadvertidamente sem dúvida, pelos organizadores do evento ou por maléfico vírus. Refiro-me à palavra...