Acordo na <i>Deutsche Post</i>
O sindicato Ver.di e a administração da Deutsche Post anunciaram, no dia 1, um acordo sobre matéria salarial e garantia de postos de trabalho para os 130 mil trabalhadores da empresa que se preparavam para entrar em greve no dia seguinte.
A decisão de iniciar uma greve por tempo ilimitado tinha sido aprovada, numa votação secreta, por 93,1 por cento dos filiados no sindicato. Inesperadamente os responsáveis da empresa retomaram as negociações, aceitando aumentar os salários em quatro por cento a partir de 1 de Novembro e de mais três por cento em Dezembro de 2009.
A Deutsche Post, que até então apenas propunha para o mesmo período uma valorização de 5,5 por cento em troca da elevação da carga horária de 38,5 para 41 horas, acabou por qualificar o compromisso de «moderado».
O sindicato, que tinha exigido sete por cento de aumentos já este ano, considerou que as negociações deram «excelentes resultados», realçando sobretudo a manutenção do horário laboral e garantia de emprego até 2011.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: