Breves
Acordo
Em Sintra, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local assinou, dia 18, um Acordo de Empresa pioneiro na área dos resíduos sólidos urbanos com a Empresa Municipal Sintra Higiene Pública e a edilidade. Segundo o STAL/CGTP-IN, o acordo foi o culminar de um longo processo negocial de 3 anos e abrange cerca de 300 trabalhadores.

Falência
Mais 103 trabalhadores da Companhia de Cartões do Cávado, com fábrica em Ruães, Braga, ficaram desempregados, dia 22, quando a assembleia de credores, reunida no Tribunal da Comarca de Braga, decidiu pela falência da empresa, no seguimento de uma indicação nesse sentido do administrador da insolvência, anunciou, em comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Celulose, Gráfica e Imprensa.

Sete Rios
No terminal de autocarros de Sete Rios, os motoristas não têm instalações para tomarem as refeições e descansarem. Em comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários e Urbanos de Portugal revelou que os motoristas dos expressos tomam as refeições «sem quaisquer condições de higiene» e exige que a administração da Rede Expressos resolva rapidamente o problema.

Atrasos
O Ministério da Agricultura não está a pagar atempadamente os salários e o subsídio de férias aos trabalhadores da Estação Agronómica Nacional, informou a Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública. É já a terceira vez, este ano, que se registam atrasos.

Habitação
Na construção, os operários não qualificados tem um salário de 406,5 euros mensais e os qualificados auferem de 518,5 euros, anunciou o Sindicato da Construção do Norte, em resposta a uma informação do INE, que atribuiu às remunerações a responsabilidade pelo encarecimento do preço da habitação. Os trabalhadores só recebem mais por serem, todos os dias, obrigados a cumprir horas extraordinárias, salientou o sindicato.

<em>PTComunicações</em>
Os despedimentos negociados não devem ser aceites pelos trabalhadores da PT Comunicações porque, quem aceitar, «só têm direito à PT ACS durante seis meses e fica desempregado», aconselhou, em comunicado, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações.

Misericórdias
A União das Misericórdias Portuguesas remeteu a Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública para a via judicial, depois de esta ter solicitado uma reunião, pela quarta vez, para debater os problemas que afectam os trabalhadores da instituição. À «declaração velada de guerra», a federação sindical «vai responder com mais tentativas de diálogo», refere a FNSP, num comunicado do mesmo dia.

Faro
O Movimento dos Trabalhadores Desempregados anunciou que amanhã será criada a sua Delegação Regional do Algarve. Por esse motivo, o MTD efectuará uma conferência de imprensa, no Largo do mercado municipal de Faro, pelas 11 horas. MTD tem o apoio solidários dos trabalhadores no activo e tem o propósito de encaminhar as reivindicações dos desempregados no seu direito à formação, de os tentar inserir no mercado de trabalho denunciando a realidade do desemprego.

«Prós e prós»
No programa da RTP, «Prós e contras», de segunda-feira, a União dos Sindicatos do Porto, USP/CGTP-IN, considerou «lamentável» o critério de selecção dos convidados.
«Porque é que não se ouvem as vozes dos que vivem no Porto e apenas se ouve a gente do dinheiro?», pergunta a união sindical.

SJ
Nas eleições para os órgãos sociais do Sindicato dos Jornalistas, dia 20, venceu a lista única. De um universo de 2738 associados votaram 732.

Proteccionismo
O Colégio Internacional da Covilhã, estabelecimento privado, foi homologado pela Direcção Regional de Educação do Centro é a prova da coerência com o proteccionismo que o ensino privado tem recebido da DREC, considerou o Sindicato dos Professores da Região Centro.