À «rasca» e a «recibos verdes»

Paulo Raimundo (Membro da Comissão Política do PCP)
Há dias, a SIC noticiou o lançamento do primeiro estudo sobre a juventude portuguesa. Não tendo tido ainda a oportunidade de ler o documento, alguns aspectos referidos na notícia suscitam desde já alguns apontamentos.

O artigo completo está disponível na edição impressa ou por assinatura on-line



Já é assinante ou comprou o Avante! esta semana?
Inicie sessão




Mais artigos de: Opinião

Pela dissolução da NATO!

Os EUA e os seus aliados estão atolados no Afeganistão e no Iraque e a sua estratégia recolonizadora dita do «Grande Médio Oriente» encontra pela frente uma resistência crescente de carácter objectivamente anti-imperialista com que os senhores do grande capital não contavam. E ei-los que se agitam nervosamente, discutem...

Fichados para a vida

Segundo a agência noticiosa AFP, que cita fontes do Departamento Americano de Segurança Nacional (US Department of Homeland Security), entrou esta segunda-feira em funcionamento nos EUA um verdadeiro sistema planetário de Big Brother. Não em uma qualquer cadeia televisiva, com prémios e final feliz, mas na vida real e de...

Natais do capital

Rádios, televisões, jornais, anunciam, promovem, incitam: «faça já as suas compras de natal»! «80% das compras serão feitas na primeira quinzena de dezembro»! «aproveite as promoções»!As conotações evangélicas da pobreza foram cultivadas durante séculos como caminho seguro para o céu (assumindo a Igreja a boa gestão da...

«Quinhão de sucesso»

Sendo uma presença constante no conteúdo informativo do nosso país, a quadra natalícia é particularmente recheada de esmolas, assistencialismo e caridade. Nas próximas semanas, jornais, revistas e noticiários serão encharcados das mais variadas iniciativas deste âmbito, às quais, não irão faltar ilustres artistas da...

Modernizações

«A Grã-Bretanha vai modernizar o seu dispositivo nuclear», informou na Câmara dos Comuns o primeiro-ministro britânico Tony Blair com a solenidade de quem anuncia a cura para o cancro ou a salvação da pátria. E explicou porquê: perante as «novas ameaças» como os programas nucleares do Irão ou da Coreia do Norte «seria...