Só em Março
e Abril
o desemprego registado cresceu 23 por cento
União dos Sindicatos de Setúbal decidiu marcha para dia 3

LUTA O plenário de sindicatos da estrutura distrital da CGTP-IN reforçou o empenho na realização de acções esta semana, marcou uma marcha para 3 de Julho e convocou o Congresso para Outubro.

Os dirigentes e delegados sindicais reuniram-se no dia 18, quinta-feira, no Cine-Teatro Charlot, de onde partiram, a meio da tarde, em «cordão humano», para o Jardim do Bonfim, onde foram apresentadas as conclusões, sintetizadas numa resolução, aprovada por unanimidade, intitulada «Emprego com direitos, mais saúde e segurança, mais salários, mais serviços públicos».

No «momento de grande complexidade» que se vive, a União dos Sindicatos de Setúbal assinala que, «a coberto da pandemia que inspira cuidados a todos, mas atinge de forma particular os trabalhadores, são atacados os seus salários e rendimentos, postos em causa direitos laborais e destruídos postos de trabalho».

Releva o aumento do desemprego registado no distrito: só nos meses de Março e Abril aumentou 23 por cento, ou seja, ficaram sem emprego 7 422 trabalhadores, «muitos deles com vínculo de trabalho precário (falso trabalho temporário ou recibos verdes, contratos a termo ou dentro do período experimental)». Na resolução afirma-se que «tal facto acontece fruto das políticas de direita, desenvolvidas por PS, PSD e CDS, que desprotegeram os trabalhadores», com «sucessivas alterações à legislação de trabalho».

Apelando à luta dos trabalhadores, a USS indica, como principais objectivos, «garantir as condições de saúde, higiene e segurança no trabalho; aumento geral dos salários em 90 euros por mês e a fixação do salário mínimo nacional em 850 euros; fim dos despedimentos e a integração de todos os trabalhadores despedidos; o pagamento da totalidade do salário aos trabalhadores que estão em regime de lay-off.

Os participantes no plenário decidiram «trabalhar para que se efectue o maior número de acções» durante a «semana nacional de luta» (estavam então confirmados mais de três dezenas de plenários e contactos).

Para dia 3, sexta-feira, às 10 horas, do Centro Distrital da Segurança Social para o Centro de Emprego, foi convocada uma «Marcha pelo emprego com direitos, mais saúde e segurança, mais salários e mais serviços públicos».

O 11.º Congresso da União ficou marcado para 7 de Outubro.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: