Acção com resultados

Nos Horários do Funchal e Carros São Gonçalo vai ser reposto, já este mês, o «subsídio COVID-19», de valor idêntico ao «agente único», revelou o STRAMM no dia 8, dando conta de um acordo alcançado com o Governo Regional. O subsídio, no valor de 200 euros por mês, será devolvido, até 20 de Maio, aos trabalhadores a quem foi descontado, desde 23 de Março. O valor relativo a Maio será pago em Junho.
Ficando o pagamento condicionado aos dias de efectiva prestação de trabalho, o sindicato da CGTP-IN decidiu apoiar os trabalhadores dispensados, caso pretendam reclamar o subsídio em tribunal.

A administração da agência de navegação Portmar, em Lisboa, recuou e vai pagar o subsídio de refeição aos trabalhadores que estão em teletrabalho, revelou a Fectrans/CGTP-IN.
Esta foi uma das questões levantadas pelo sindicato do sector (Simamevip), logo que foi decidido passar à laboração a partir de casa. A administração entendeu que não deveria pagar subsídio de almoço, mas os representante sindicais não aceitaram a retirada desse direito.
A Autoridade para as Condições do Trabalho, accionada pelo sindicato, corroborou a posição deste, o que obrigou a administração a admitir o pagamento.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: