«Esta boa notícia não elimina outros problemas», lembra a DORLEI
Aumento da quota de sardinha é notável vitória dos pescadores

PESCA Se os pescadores e as suas organizações não tivessem lutado, muitos postos de trabalho já estariam extintos, realça a Direcção da Organização Regional de Leiria (DORLEI) do PCP.

A conclusão da estrutura partidária surge depois de conhecido o aumento da possibilidade de captura de sardinha em 1300 toneladas, para uma quota total de 6300 toneladas até 31 de Julho. «Decisão que vem ao encontro daquilo que os pescadores sempre afirmaram» quanto ao carácter cíclico da recuperação dos stocks daquela espécie, e que confirma «que ninguém conhece melhor o sector do que aqueles que lá andam diariamente».

Destacando «os esforços e os sacrifícios feitos pelo sector e pelos seus profissionais para que o recurso possa ter recuperado», a DORLEI realça também que «este aumento da quota da sardinha assume especial importância para os portos e comunidades piscatórias do distrito de Leiria», designadamente em Peniche. Salienta, igualmente, a importância do aumento da quota de sardinha pelo que significa na redução das importações no abastecimento da indústria conserveira, particularmente no concelho de Peniche, responsável por várias centenas de postos de trabalho».

«Contudo, a DORLEI sublinha que esta boa notícia, não elimina outros graves problemas com que os trabalhadores e o sector da pesca continuam confrontados», e nesse sentido «alerta em particular para a necessidade de garantir o futuro da pesca de cerco após o dia 31 de Julho, para além de se terem de acautelar eventuais quebras de receita pelo abaixamento expectável da procura de sardinha em fresco», lê-se na nota divulgada à imprensa no dia 7.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: