Recomendações de Bruxelas «que nos fazem mal à saúde»

Em recente reunião da Comissão do Ambiente e Saúde Pública, do Parlamento Europeu, a directora do Centro Europeu de Controlo e Prevenção de Doenças abordou a fase actual do surto de Covid-19, as medidas a adoptar durante o desconfinamento, a importância da monitorização e vigilância, entre outros aspectos.

O deputado João Ferreira, do PCP, declarou, a propósito, que «ficou bem patente a importância dos sistemas públicos de saúde, como é o caso do Serviço Nacional de Saúde (SNS) em Portugal, e da resposta que estes terão de dar no período que se seguirá, estando a ser duramente postos à prova pelo surto da Covid-19».

João Ferreira considerou que há todo um conjunto de outras situações a que o SNS terá de dar resposta, nalguns casos recuperando do atraso gerado pelas últimas semanas.

E destacou: «Fica assim bem patente, também, o prejuízo causado pelas políticas e orientações da União Europeia que determinam cortes nos serviços públicos e particularmente na saúde. É o caso das recomendações que, ano após ano, a Comissão Europeia dirige ao governo português. É caso para dizer que estas recomendações nos fazem mal à saúde».




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: