A 25 de Abril, italianos assinalaram 75 anos do fim do fascismo
Itália canta Bella Ciao à janela evocando derrota do fascismo

LIBERDADE A 25 de Abril, a Itália comemorou o seu Dia da Liberdade, nos 75 anos da queda do fascismo italiano na Segunda Guerra Mundial. Tal como em Portugal com Grândola, Vila Morena, ali cantou-se Bella Ciao.

Em Itália, assinalando o seu Dia da Liberdade, milhares de pessoas cantaram no sábado, 25 de Abril, das janelas e varandas de suas casas, o hino nacional e a ­­Bella Ciao, uma velha canção que se tornou símbolo da resistência italiana contra o fascismo, durante a Segunda Guerra Mundial.

Para marcar a efeméride dos 75 anos do derrubamento do fascismo italiano, o presidente da República, Sergio Mattarella, depositou uma coroa de flores no túmulo do ­­Soldado Desconhecido, numa cerimónia breve e sem a presença de público.

Também no dia 25 – noticia a Lusa –, aviões de combate pintaram o céu de uma Roma ensolarada com as três cores da bandeira de Itália, com as ruas e praças vazias devido ao confinamento, neste tempo de pandemia de COVID-19. Minutos antes, milhares de italianos cantaram a Bella Ciao, evocando a libertação do país, em 1945, que pôs fim a 23 anos de fascismo e a cinco anos de guerra.

Aliado da Alemanha hitleriana, o ditador fascista Benito Mussolini foi afastado e preso em Julho de 1943. Tropas alemãs resgataram-no e colocaram-no à frente de uma república fantoche em Salo, no Norte de Itália. Em 1945, com a derrota da Alemanha nazi, Mussolini tentou fugir mas foi capturado e executado.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: