CGTP-IN traz para a rua as reivindicações dos trabalhadores
Um Maio diferente mas ainda mais importante

DIREITOS Sem as habituais manifestações e concentrações de massas, devido ao surto de COVID-19, o Dia do Trabalhador será assinalado nas ruas de 23 localidades do País, com a necessária precaução mas redobrada determinação.

A CGTP-IN garante que nas acções do 1.º de Maio (ver caixa) será garantido o distanciamento de segurança entre os participantes. Daí não estar a ser feito um apelo à participação dos trabalhadores e da população em geral, mas uma mobilização dirigida: na rua estarão dirigentes e activistas sindicais, em representação de todos os trabalhadores, a afirmar as suas reivindicações.

O objectivo da central sindical é, pois, ter trabalhadores nos locais previamente escolhidos a assinalar uma data tão importante como o Dia do Trabalhador, chamando assim a atenção para os atropelos aos direitos que têm sido praticados a pretexto da pandemia. Para além da expressão de rua, a CGTP-IN disponibiliza na sua página de Internet e nas redes sociais um vasto conjunto de iniciativas, animação e vídeos que reflectirão a realidade vivida pelos trabalhadores nos locais de trabalho, empresas e serviços, mas também as reivindicações dos reformados e pensionistas.

O lema das comemorações deste ano reflecte o momento complexo em que vivemos e aponta caminhos de reivindicação: Lutar! Defender a Saúde e os direitos dos trabalhadores. Garantir emprego, salários, serviços públicos.

Importância acrescida

Entretanto, na segunda-feira, 27, o Secretário-geral do PCP proferiu uma declaração sobre o Dia do Trabalhador (que transcrevemos na íntegra na página seguinte), na qual considera que a jornada é, este ano, «ainda mais importante».

A coberto do vírus, denuncia o dirigente comunista, está a ser promovida a «epidemia do ataque aos trabalhadores, aos seus direitos, salários, vínculos, horários, condições de trabalho, higiene, segurança e saúde». Os despedimentos, o corte de salários, a desregulação de horários e as dificuldades de conciliação do trabalho com o acompanhamento aos filhos fazem hoje, ainda mais, parte da vida de milhares de trabalhadores.

Realçando que se «coloca com toda a força a importância da resistência e da luta», Jerónimo de Sousa garantiu que este 1.º de Maio afirmará a «luta pela defesa da saúde e dos direitos dos trabalhadores, pela sua valorização e por um Portugal com futuro» e, com ela, os próprios valores de Abril e o combate milenar pela emancipação dos trabalhadores.


Iniciativas da CGTP-IN
comemorativas do 1.º de Maio

Distrito de Aveiro

  • 15h00 no Largo do Rossio, em Aveiro

 

Distrito de ­Beja

  • 11h00, junto à Casa da Cultura, em Beja

 

Distrito de Braga

  • 15h00 no Largo do Toural, em Guimarães

 

Distrito de Castelo Branco

  • 15h00, frente à Câmara Municipal de Castelo Branco

  • 15h00, no Jardim Público, na Covilhã

 

Distrito de Coimbra

  • 15h00, na Praça 8 de Maio, em Coimbra

 

Distrito de Évora

  • 15h00, no Templo de Diana, em Évora

 

Distrito de Faro

  • 15h30, na rotunda do Fórum Algarve, em Faro

 

Distrito da Guarda

  • 11h00, na Alameda Santo André, na Guarda

  • 15h00, na Rotunda do Tear, em Seia

 

Distrito de Leiria

  • 15h00, no Largo do Papa, em Leiria

 

Distrito de Lisboa

  • 15h00, na Alameda D. Afonso Henriques, em Lisboa

 

Região Autónoma da Madeia

  • 15h00, na Avenida Arriaga, no Funchal

 

Distrito de Portalegre

  • 11h00, na Avenida Movimento das Forças Armadas (junto ao CC da Fontedeira), em Portalegre

 

Distrito do Porto

  • 15h00, na Avenida dos Aliados, no Porto

 

Distrito de Santarém

  • 15h00, no Jardim da República, em Santarém

 

Distrito de Setúbal

  • 10h00, no Jardim das Descobertas, em Sines

  • 15h00, na Avenida Luísa Todi, em Setúbal

 

Distrito de Viana do Castelo

  • 15h00, no Jardim Marginal, em Viana do Castelo

 

Distrito de Vila Real

  • 15h00, na Praça do Município, em Vila Real

 

Distrito de Viseu

  • 15h00, no Rossio, em Viseu

  • 15h00, no Largo Dr. Couto, em Mangualde

  • 15h00, na Avenida Dr. Alfredo de Sousa, em Lamego




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: