Preocupação na PSA e na Mazur

O PCP quer respostas quanto à continuidade da fábrica da PSA-Citroën em Mangualde. A preocupação prende-se com o facto de os trabalhadores terem sido enviados para lay-off. Isto apesar de a unidade produtiva ter batido o recorde com mais de 77 mil veículos produzidos o ano passado – à custa da intensificação da exploração, nota a Direcção da Organização Regional de Viseu –, e de o Ministro da Economia ter considerado, em visita recente, que a PSA-Citroën prosseguirá com um novo projecto automóvel.
Nesse sentido, o Grupo Parlamentar do PCP e também a deputada do Partido no Parlamento Europeu Sandra Pereira, questionaram respectivamente o Governo e a Comissão Europeia sobre apoios e compromissos previstos ou já assumidos em relação ao referido projecto, bem como se estão assegurados os postos de trabalho.

Já na têxtil Mazur, os mais de 200 trabalhadores só receberam metade do salário de Fevereiro. A meio de Março, ocorreu um «roubo» de produtos no valor de 150 mil euros, caso que se tornou rocambolesco quando os trabalhadores começaram a produzir acabamentos para… o material furtado, relata a Comissão Concelhia de Mangualde do PCP, que denuncia, ainda, que os funcionários da Mazur foram mandados para casa e algumas máquinas foram retiradas, razão pela qual Grupo Parlamentar do PCP avançou com o questionamento do Ministério do Trabalho e exigiu a imediata intervenção da Autoridade das Condições de Trabalho.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: