Aconteu
27 de Março foi Dia Nacional do Teatro

O Dia Nacional do Teatro foi celebrado, na passada sexta-feira, em condições particulares. Para os teatros nacionais D. Maria II, em Lisboa, e S. João, no Porto, as celebrações saltaram para o formato online e para as redes sociais com uma vasta oferta cultural.

Para o Teatro Nacional D. Maria II, o dia 27 começou pelas 11h00 com a transmissão da peça infantil A origem das espécies, inspirada em Charles Darwin.

A parte da tarde foi preenchida com a Maratona Clube dos Poetas Vivos, iniciativa conjunta do D. Maria II e da Casa Fernando Pessoa, com uma edição especial do podcast TEATRA, e ainda com a estreia online de Sopro, de Tiago Rodrigues.

O Teatro Nacional São João, por sua vez, assinalou a efeméride com uma visita guiada online e com a transmissão da peça Castro, de António Ferreira.


Peixes em perigo de extinção libertados em Torres Vedras

Quatro centenas de peixes de uma espécie em perigo de extinção foram colocadas em meio natural, no rio Alcabrichel, em Ramalhal, Torres Vedras.

A iniciativa foi dinamizada por organizações sociais, universitárias e científicas e por autarquias. Os peixes, pertencentes à espécie ruivaco-do-oeste, foram reproduzidos no Posto Aquícola de Campelo e foram libertados na zona do rio de onde foram capturados os reprodutores.

A acção faz parte de um projecto que começou em 2008 e que tem como objectivo reproduzir e manter populações de peixes de água doce que estejam ameaçadas no País.


Casa-Museu Miguel Torga é monumento de interesse público

A Casa-Museu Miguel Torga, em Coimbra, foi classificada, no dia 27, como monumento de interesse público pelo testemunho de vivências e factos históricos associados ao escritor.

A portaria que classifica o monumento, publicada no Diário da República, salienta a concepção arquitectónica e urbanística da casa onde Miguel Torga viveu entre 1953 e 1995.

A casa foi um local de vivência não apenas familiar, mas de sociabilidade intensa com amigos e outros interlocutores, desde políticos a intelectuais. Não se trata apenas de um espaço físico onde residiu Miguel Torga, mas sim de um local que foi testemunho de um percurso de vida inseparável da obra literária que o mesmo legou ao País, pode-se ler no documento publicado.

Na casa, construída entre 1952 e 1953, encontra-se uma parte importante do espólio do escritor.


Faleceu Mécia de Sena

A escritora portuguesa Mécia de Sena faleceu no dia 28 em Los Angeles, Califórnia, poucos dias depois de ter completado o seu centésimo aniversário.

Filha do músico, compositor e investigador Armando Leça, e irmã do professor, crítico e historiador Óscar Lopes, Mécia de Freitas Lopes Sena nasceu a 16 de Março de 1920 em Leça da Palmeira. Na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa formou-se em Ciências Histórico-Filosóficas e leccionou no Conservatório de Música do Porto. Depois do casamento com Jorge Sena, em 1949, começou a escrever e colaborar de forma literária com o marido. Foram as cartas e a escrita de natureza diarísticas que marcaram a sua produção literária.

Com a morte do seu marido, em 1978, Mécia de Sena dedicou-se à organização, documentação, promoção, revelação e edição do espólio do autor.



Resumo da Semana
Frases