As medidas para levar o Avante! mais longe estão há muito definidas
Nos 89 anos do Avante!, impõe-se aumentar a sua divulgação e difusão

ORGANIZAÇÃO Já se iniciaram, com acções em diversos pontos do País, as comemorações do 89.º aniversário do Avante!, que se assinala no sábado. Aumentar a difusão, divulgação e leitura é o objectivo central.

A efeméride é só no dia 15 – quando, nesse já distante ano de 1931, saiu na clandestinidade o primeiro número do Avante! –, mas as organizações do Partido estão já a assinalar mais um aniversário do seu órgão central (ver caixa). Para os próximos dias estão marcadas muitas outras iniciativas, entre almoços, jantares, convívios, debates e reuniões de trabalho.

Falar do Avante! implica que se refira o seu papel enquanto jornal comunista (que Lénine definiu como sendo de agitador colectivo, propagandista colectivo e organizador colectivo): divulgando e defendendo o Programa, ideologia e posições políticas do Partido; estimulando a formação política de militantes e simpatizantes e o debate partidário; dando expressão às aspirações e lutas dos trabalhadores e das classes e camadas sociais que compõem as suas alianças para a actual etapa histórica.

Mas falar hoje do Avante! é falar igualmente de um jornal livre e independente dos grandes grupos económicos e financeiros que controlam a generalidade dos órgãos de comunicação social, que mostra o que esses escondem e noticia o que é conhecido sob outro ponto de vista que não o do grande capital e do imperialismo.

A heróica história do Avante! e dos seus construtores é outro assunto obrigatório em tempos de aniversário: a dureza da vida nas tipografias, os mártires e os heróis, mas também o papel decisivo do jornal da luta do Partido contra o fascismo, pelo avanço da Revolução e, depois, em defesa das suas mais profundas conquistas.

Organizar e concretizar

Comemorar o aniversário do Avante! é também o momento indicado para o discutir: o seu conteúdo, sim, e como o melhorar, mas também as formas para o fazer chegar mais longe – aos novos militantes do Partido, desde logo, mas igualmente aos trabalhadores, aos reformados, aos pequenos e médios empresários e pequenos e médios  agricultores, aos jovens, às mulheres, aos intelectuais e quadros técnicos, democratas e patriotas.

As medidas para concretizar este importante objectivo estão há muito definidas e cabe a cada organização adaptá-las de acordo com as suas especificidades: a divulgação do jornal junto dos militantes do Partido e o desenvolvimento de hábitos de aquisição e leitura regulares; concretizar a venda a todos quantos manifestaram a intenção de adquirir o Avante!; elaborar listas de potenciais leitores e contactá-los; realizar regularmente bancas de rua, particularmente junto a empresas e locais de trabalho; responsabilizar mais quadros pela distribuição domiciliária; aumentar a rede de distribuição, criando e reactivando ADE; promover com frequência iniciativas para discussão da imprensa partidária.

Tal como noutras áreas, também no campo da comunicação e da imprensa, o Partido só pode verdadeiramente contar com as suas próprias forças para difundir as suas posições e propostas. Levar mais longe a difusão, divulgação, venda e leitura do Avante! é tarefa das organizações e militantes do PCP.

Celebrar e debater

É no próximo fim-de-semana que se realiza a maioria das iniciativas comemorativas do 89.º aniversário do Avante!, mas algumas tiveram já lugar.

No sábado, 8, realizou-se no Centro de Trabalho de Alpiarça uma reunião regional sobre o Avante!, com a presença de Manuel Rodrigues, director do jornal e membro da Comissão Política. A reunião, que contou com a presença de 25 responsáveis e difusores do Avante! na região, incidiu sobre as medidas a tomar para aumentar a sua venda e leitura e constituiu um elemento de valorização dos que, no quadro das organizações, assumem esta importante tarefa.

Manuel Rodrigues evocou a história do Avante!, destacou o seu papel e importância na vida do Partido e os principais desafios colocados ao aumento da venda e difusão do jornal. Para além dos contributos e experiências que foram transmitidas, insistiu-se na necessidade de aprofundar aquela discussão e levá-la às várias organizações do Partido.

Nesse mesmo dia, mas no Centro de Trabalho de Portimão, realizou-se um jantar-convívio, com cerca de 20 pessoas a partilharem xerém e assadura. Após a intervenção de Domingos Mealha, da Redacção, alguns participantes tomaram a palavra, recordando episódios da luta antifascista no concelho. Contaram, por exemplo, que se conseguia que o Avante! fosse lido no café e restaurante «Casa Inglesa», sob muitos aspectos considerado o centro da vida social da cidade nesses anos e, por isso, constantemente vigiado pela PIDE: os exemplares eram deixados atrás de um espelho de parede, na casa-de-banho e algumas vezes até voltavam a ser colocados ali depois de lidos.

Um camarada contou que travou conhecimento com o Avante! clandestino no café do pai, onde o jornal surgia por vezes ao levantar as toalhas. Mais tarde vieram a saber que era ali deixado por Orlando da Costa, escritor comunista que passava temporadas numa casa que tinha no Carvoeiro.

No dia 9, o almoço-convívio no Centro de Trabalho de Silves reuniu cerca de 45 militantes e amigos. Após a jardineira e ainda com o boca doce das clementinas que fizeram jus à fama da produção de citrinos no concelho, Domingos Mealha centrou a intervenção no Avante! da actualidade, começando por apresentar um número do «Negócios», e acentuando depois as características e a importância do órgão central no actual quadro da luta de classes, em especial na batalha ideológica.

A conversa prolongou-se depois do café, com uma troca de ideias e sugestões sobre possíveis melhorias na imprensa e na comunicação do Partido, bem como na distribuição e venda do Avante! e de O Militante.

Dias antes, no Centro de Trabalho de Vila Franca de Xira, realizou-se uma leitura comentada do Avante!, na qual participou o chefe de redacção e membro do Comité Central Gustavo Carneiro. A actualidade nacional e internacional, as tarefas do Partido e a exigente luta ideológica foram assuntos em realce.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: