Reposição de carreiras e horários na TST

No dia 7 de Fevereiro, por iniciativa do PCP, os utentes dos transportes do concelho de Palmela juntaram-se numa tribuna pública, na freguesia de Pinhal Novo, para repudiar as supressões e cortes de carreiras efectuados pela Transportes Sul do Tejo (TST).

A degradação dos serviços da TST têm-se verificado ao longo dos últimos anos, com uma constante supressão de carreiras e atrasos nos horários, dificultando a vida dos utentes.

Adilo Costa, vereador na Câmara Municipal de Palmela, salientou que o corte de carreiras foi travado e parcialmente revertido graças à luta e à contestação dos utentes e dos eleitos da CDU nas autarquias.

Por seu lado, Eduardo Vieira, do Comité Central do PCP, lembrou que o Partido propôs o actual modelo de passe social intermodal, para todos os operadores, todas as carreiras, toda a Área Metropolitana, e, como sempre, estará ao lado da população na defesa do seu direito a um serviço público de transportes de qualidade.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: