Aconteu
Alexandre Weffort Branco no Coro Lopes-Graça

No dia 14 de Dezembro, em Setúbal, no Museu do Trabalho Michel Giacometti, foi criada uma nova página da Vida/História do Coro Lopes-Graça da Academia de Amadores de Música.

Num concerto (dirigido pelos maestros José Robert e Alexandre Weffort Branco) com a participação de três coros – o Coro Infantil de Setúbal (dirigido pelo maestro Nuno Batalha) e o Grupo Coral da Escola Secundária do Bocage (dirigido pelo maestro Raul Avelãs), para além do Coro Lopes Graça – foram apresentadas «Canções Heróicas», «Cantatas do Natal» e «Canções Regionais Portuguesas». Esta foi a última de um conjunto de três iniciativas da Associação Lopes-Graça intituladas «Ciclo de Conferências e Concertos - Comemorações do 113.º Aniversário de Fernando Lopes-Graça».

O referido Ciclo de Conferências e Concertos encerrou com chave de ouro, tendo unido os três coros na interpretação de «Acordai» sob a regência do maestro José Robert.

O evento foi ainda marcada pela entrega da direcção do Coro Lopes-Graça da Academia de Amadores de Música, por parte do Maestro José Robert, ao maestro Alexandre Weffort Branco.

 


2.ª Bienal de Arte da Vila de Fânzeres

A 2.ª Bienal de Arte da Vila de Fânzeres, promovida pela Junta de Freguesia e a ARGO, foi inaugurada no dia 12 de Dezembro. A edição deste ano, com o tema «Povo», contemplou os prémios: Caricatura e Desenhos de Humor.

Dos 177 trabalhos apresentados, 49 foram seleccionados para a exposição, que poderá ser visitada até ao dia 31 de Janeiro, nas instalações da ARGO e da Biblioteca de Fânzeres.

Raed Khalili, da Síria, foi o vencedor. Ronaldo Cunha Dias, do Brasil, Mohsen Zarifian, do Irão, Petry and Crisan, da Roménia, e António Manuel da Silva Gaspar, de Portugal, receberam menções honrosas. O júri foi composto pelo professor Eugénio Henrique, da Fundação Júlio Resende, Albertino Valadares, da Associação Artística de Gondomar, e Onofre Varela, cartoonista.

 


Mau tempo em Portugal

Em Portugal, o mau tempo provocado pela depressão Elsa, entre 18 e 20 de Dezembro, a que se juntou, no dia seguinte, 21, a depressão Fabien, provocou, pelo menos, dois mortos, centenas de desalojados e deslocados. As intempéries levaram, também, ao condicionamento na circulação rodoviária e ferroviária, bem como a danos na rede eléctrica, afectando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.

Uma das situações mais complicadas registou-se no distrito de Coimbra, depois de o talude esquerdo do leito periférico direito do Mondego, em Montemor-o-Velho, ter colapsado. No mesmo local, poucas horas antes, tinha sido identificado um aluimento de terras.

À Lusa, no dia 23 de Dezembro, João Dinis, da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) deu conta que no baixo Mondego «há milhares de hectares submergidos», tendo-se registado «muitos prejuízos em infra-estruturas». O dirigente exigiu do Governo, para além de um plano de emergência para a produção pecuária, a manutenção dos grandes diques do Mondego e a conclusão da obra de rega.

 


Morre Patxi Andión

O músico Patxi Andión morreu, no dia 18 de Dezembro, aos 72 anos, num acidente de viação em Sória, Espanha. Com repetidas actuações em palcos portugueses, Patxi Andión celebrou em 2019 os 50 anos de uma carreira iniciada com um single que incluía as canções «Canto» e «La Jacinta», ao que se sucedeu o álbum «Retratos».

Patxi Andión estreou-se em Portugal em 1969, no programa televisivo «Zip-Zip». Foi, por diversas vezes, expulso do País pela PIDE. O poeta José Carlos Ary dos Santos traduziu alguns dos seus poemas, que a cantora Tonicha gravou, ainda antes da Revolução de Abril.

O músico de ascendência basca deu o seu primeiro concerto em Portugal a 29 de Março de 1974, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, que esgotou.

Em 2014, gravou em Portugal o seu primeiro álbum gravado ao vivo, «Cuatro Días de Mayo». Em Dezembro de 2013 apresentou o álbum «Porvenir», na Casa da Música e no Centro Cultural de Belém, em dois concertos esgotados. Nesse mesmo ano, fez parte do álbum «O Fado e a Alma Portuguesa», editado no âmbito dos 125 anos do nascimento de Fernando Pessoa.

Em 2007 participou no álbum «Para além da saudade», da fadista Ana Moura, produzido por Jorge Fernando. Dez anos depois, Patxi Andión actuou em três palcos nacionais, numa homenagem a José Afonso, «Zeca no Coração», que passou por Lisboa, Porto e Évora.

 


Liverpool é campeão mundial

O Liverpool venceu, pela primeira vez, o Mundial de Clubes ao derrotar, no sábado, 21 de Dezembro, o Flamengo, por 1-0. Roberto Firmino marcou o único golo da partida na primeira parte do prolongamento. Esta é a primeira vez que os reds conquistam a competição.

 



Resumo da Semana
Frases