• Alexandre Araújo
    Membro do Secretariado

A Festa do Avante! foi um importante momento da presente batalha eleitoral
Festa que é demonstração do País por que lutamos

A Festa do Avante! constituiu um importante êxito político e cultural, uma grande realização do PCP, aberta a todos, à juventude, aos trabalhadores e ao povo português, construída pela força e dedicação militante de muitos membros do Partido e da JCP e de muito amigos da Festa que se reveem nos seus valores e a assumem como sua.

Na Festa comemorou-se o 45.º aniversário da Revolução de Abril. Nos espectáculos, no teatro, no cinema, nas exposições, na Festa do Livro, nos debates e em todas as iniciativas realizadas estiveram presentes os valores de Abril, a sua afirmação e projecção no futuro de Portugal.

Na exposição patente no Espaço Central deu-se a conhecer a realidade de um País atrasado e entregue aos interesses dos monopólios e das grande potencias imperialistas, onde faltava a liberdade e crescia a repressão, o analfabetismo e a miséria, onde a alternativa para sobreviver ou para fugir às consequências da guerra colonial era, para centenas de milhares de portugueses, percorrer os caminhos da emigração. E também a a acção dos que, resistindo, lutaram pela liberdade e a democracia.

Evidenciou-se igualmente as conquistas e valores de liberdade, emancipação social e independência nacional alcançados com a Revolução de Abril num Portugal libertado pela acção dos militares de Abril e do povo português e que, ao longo de mais de 40 anos, sucessivos governos procuraram apagar num processo de recuperação monopolista, aumentando a exploração dos trabalhadores e do povo e com graves consequências no desenvolvimento do País.

Deu-se ainda a conhecer um País sujeito ao fascismo, que hoje alguns procuram branquear, de que são exemplo aqueles que a coberto de um pretenso interesse académico, defendem e promovem a criação de um «Museu Salazar», que, a concretizar-se, constituiria um centro de saudosismo e exaltação do fascismo e de conspiração contra a democracia.

Na Festa do Avante! afirmaram-se os valores de Abril, sobretudo na vivência, no espaço de tranquilidade, liberdade e paz, na valorização das artes e da cultura, no debate franco e aberto, no seu funcionamento, no acolhimento aos visitantes naquela que é a maior realização político-cultural, a Festa do Portugal de Abril.

Resposta poderosa

Mais uma vez, a 43.ª edição da Festa constituiu uma poderosa resposta a todos aqueles que contra ela moveram os seus ódios e invejas e tudo fizeram para lhe criar dificuldades: desde o silenciamento à caricatura, até mesmo à promoção de outros eventos com ela directamente concorrentes. A Festa do Avante! foi, de facto, um grande êxito que importa continuar a projectar, valorizando a dedicação de todas as organizações, militantes do Partido e da JCP que para ele contribuíram.

Esta Festa, construída a pulso pelo trabalho e imaginação dos comunistas, pela sua militância, como exemplo da forma séria como estão na política, como demonstração do Portugal que queremos e por que lutamos, continuará a afirmar-se e a alargar as suas raízes na juventude e no povo português, tendo já ficado marcado encontro para o próximo ano a 4, 5 e 6 de Setembro, na Atalaia.

Ao mesmo tempo, a Festa do Avante! foi um importante momento da presente batalha eleitoral, afirmando o determinante papel do PCP e da CDU nos avanços conseguidos nos últimos quatro anos; afirmando que «Avançar é preciso! Andar para Trás Não. Mais força à CDU!». E, tal como a Festa, também o resultado eleitoral da CDU será construído num quadro de silenciamento, caricatura, deturpação e promoção de outras candidaturas e assentará apenas nas suas forças próprias, na organização, na intervenção militante, na dedicação e numa campanha de massas e de contacto directo, demonstrando que é o voto na CDU que dá mais força para avançar, que dá mais força à política patriótica e de esquerda.

Com a força e a confiança reforçadas pelo êxito que constituiu a Festa, vamos construir até 6 de Outubro um importante resultado da CDU.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: