Heloísa Apolónia visita BA Vidros

A primeira candidata da CDU por Leiria, Heloísa Apolónia, juntou-se, dia 26, a outros candidatos, dirigentes e activiatas da CDU que andam a percorrer o distrito e a contactar trabalhadores em dezenas e dezenas de empresas.

Foi o caso da BA Vidros, visitada nesse dia por Heloísa Apolónia, uma fábrica da indústria vidreira na Marinha Grande, com grandes tradições de luta dos trabalhadores, onde já foram alcançadas importantes vitórias nos salários e direitos laborais.

Na ocasião, a candidatura da CDU recordou que no distrito de Leiria «persiste um modelo de baixos salários, que se mantém o flagelo da precariedade, que as desigualdades continuam a ser uma realidade e que uma grande parte dos trabalhadores recebem o salário mínimo».

Herlanda Amado em defesa dos serviços públicos

A candidatura da CDU pelo círculo eleitoral da Madeira promoveu ao longo da manhã de sábado, 28, na freguesia do Caniçal, uma iniciativa política sobre a defesa dos serviços públicos.

Herlanda Amado, primeiro nome da lista, sublinhou a necessidade e a urgência de «defender a reversão da privatização dos serviços dos CTT, trazendo novamente a sua gestão para a esfera pública».

Isto porque – e deu o exemplo do Caniçal – o «encerramento dos CTT correspondeu a um roubo às populações, o serviço público foi posto em causa», justificou a candidata, que lembrou que desde então «tem havido uma degradação dos serviços prestados, com atrasos recorrentes na entrega das encomendas, atrasos nas entregas das pensões e reformas, redução de horários de alguns balcões e encerramento de outros um pouco por toda a Região».

A candidata recordou também que foi o PS e o PSD quem privatizou os CTT, sendo também eles os que impulsionaram o «encerramento dos serviços de proximidade». Neste legislatura, foi ainda o PS que «chumbou a reversão dos CTT para a esfera do controlo público», realçou.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: