Partido Comunista cresce nas eleições em Moscovo

O Partido Comunista da Federação Russa (PCFR) aumentou a sua votação nas eleições regionais e municipais realizadas no dia 8 de Setembro, em especial em Moscovo.

«Os russos foram chamados às urnas a fim de eleger governos regionais e parlamentos locais no país. A maioria presidencial teve um recuo na capital, enquanto os comunistas registaram um crescimento», informou o canal de televisão Russia Today. Foram eleitos 16 governadores regionais e os parlamentos regionais de 13 regiões.

O Rússia Unida, partido de Vladímir Putin, sofreu um revés nas eleições para o Parlamento (Duma) de Moscovo, onde perdeu um terço dos seus assentos, tendo sido derrotado em 20 dos 45 distritos moscovitas. Os apoiantes da maioria presidencial, que no parlamento cessante detinham 38 das 45 cadeiras, ficaram agora com 26.

Os comunistas foram os grandes vencedores destas eleições em Moscovo, conquistando 13 lugares na Duma, quase o triplo dos cinco que detinham no órgão legislativo.

O partido de direita Yabloko conquistou três assentos.

No que é conhecido na Rússia como «dia único de votação», 56 milhões de eleitores foram convocados para irem às urnas, para eleições regionais e municipais, realizadas em 85 diferentes localidades. A taxa de participação foi de 21,77 por cento, ligeiramente acima da registada nas eleições anteriores, em 2014.

Apesar da manutenção dos governadores ligados ao partido de Putin, o PCFR conseguiu também, além da grande subida de votação em Moscovo, um expressivo crescimento nos parlamentos regionais da Federação Russa.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: