Breves
Sérvia rejeita entrada na NATO

A Sérvia não pertencerá à NATO nem a qualquer pacto militar, afirmou o presidente Aleksandar Vucic. Falando na sexta-feira, 9, em Belgrado, reiterou que o seu país é militarmente neutral e que não entrará nem nessa aliança nem em outra de natureza militar. «Desejamos ser livres, escolher nós mesmos o nosso futuro e não depender de ninguém, cuidar dos nossos céus, da nossa terra e dos nossos rios, porque pensamos que é esse o melhor caminho», afirmou. Questionado sobre a aproximação da Bósnia-Herzegovina à NATO, Vucic disse que a Sérvia não se imiscui nos assuntos internos de outros estados e que a decisão cabe aos órgãos de poder e aos partidos políticos do país vizinho.


Guerra comercial afecta Zona Euro

A guerra comercial imposta pelos EUA à China afectará o crescimento da Zona Euro, advertiu em Bruxelas o Banco Central Europeu (BCE). No seu boletim económico, a entidade explicou que a esse problema se soma a possibilidade da saída do Reino Unido da União Europeia sem acordo. O BCE prometeu diversas acções para os próximos meses com o fim de estimular a economia da zona. Em reiteradas ocasiões, o presidente do BCE, Mario Draghi, deixou entrever possíveis medidas de política monetária para tentar evitar uma recessão. Segundo o Gabinete Europeu de Estatísticas (Eurostat), a Zona Euro cresceu 0,2% no segundo trimestre deste ano, face aos 0,4% entre Janeiro e Março.


Desemprego atinge jovens gregos

O desemprego juvenil atinge 33,8% das pessoas entre os 15 e os 24 anos na Grécia, divulgou a agência de estatística grega Elstat. Embora o desemprego na Grécia fosse no fim de Maio de 17,2% (menos dois pontos do que em 2018), mais de um terço dos jovens não conseguem trabalho. As pessoas inactivas – que nem trabalham nem procuram emprego – chegam aos três milhões e 199 mil, menos 0,5% do que em Junho do ano passado. A taxa de desemprego continua a ser maior entre as mulheres do que entre os homens.