Vale a pena fazer todos os esforços para eleger Heloísa Apolónia
Oportunidade para Leiria reforçar a sua voz na Assembleia da República

CONVÍVIO A eleição de Heloísa Apolónia como deputada pelo círculo eleitoral de Leiria reforçará o vínculo da CDU na defesa dos interesses dos trabalhadores e do povo da região, sublinharam a cabeça-de-lista e Jerónimo de Sousa num convívio na Foz do Arelho.

Melhores condições para prosseguir o combate pelos interesses dos leirienses e da região é o que garante a eleição de Heloísa Apolónia para a Assembleia da República. Esta foi a mensagem central deixada quer pela primeira candidata da CDU pelo círculo eleitoral de Leiria, quer pelo Secretário-geral do Partido na Festa de Verão promovida pela Organização Regional do PCP, domingo, 14, na Foz do Arelho.

No convívio que todos os anos se realiza na época estival – e que desta feita juntou cerca de 450 pessoas, uma das maiores afluências à iniciativa, como sublinhou Jerónimo de Sousa –, ficou patente a capacidade de realização colectiva com recurso, no fundamental, aos meios e forças próprias, como de resto notou na introdução das intervenções políticas José Carlos Faria.

Mas foi igualmente evidente o ambiente fraterno e de mobilização que se está a gerar em torno da candidatura da deputada e dirigente do Partido Ecologista «Os Verdes».

Estes aspectos entusiasmaram a candidata da coligação PCP-PEV, que numa curta mas incisiva intervenção considerou que o povo e os trabalhadores do distrito de Leiria têm nas mãos a oportunidade de reforçar o vínculo da CDU na defesa dos interesses dos trabalhadores e do povo da região.

Daqui decorrem três outras ideias-chave que Heloísa Apolónia não deixou de referir. A primeira é que apesar de a CDU não ter nenhum deputado por aquele círculo eleitoral, os eleitos do PCP e do PEV têm «um enormíssimo trabalho em defesa do distrito», tendo sido através dos grupos parlamentares comunista e ecologista que ecoaram na AR a denúncia dos problemas e as soluções reclamadas para os resolver, não raramente vertidos em proposta ou iniciativa legislativa.

Um segundo elemento é que a eleição de Heloísa Apolónia significará um reforço na relação da CDU para com a região e as populações porque a ligação ao povo e aos trabalhadores leirienses já existe, sobejando exemplos de visitas, encontros, participação solidária em protestos e outras acções em que estiveram ora deputados do PCP ora do PEV.

Finalmente, importa não esquecer e, pelo contrário, importaalertar mais e mais gente que, distintamente de outras forças políticas que elegeram deputados por Leiria à AR, a CDU tem a consciência tranquila de que sempre se colocou ao lado dos interesses de quem vive e labora no distrito.

A seu tempo, aduziu Heloísa Apolónia, a coligação PCP-PEV dará a conhecer a sua intervenção, bem como as suas propostas, algumas das quais, de resto, a primeira candidata foi entretanto adiantando: nas áreas do ambiente e ordenamento do território, da defesa do património natural e cultural e dos recursos, do desenvolvimento sustentado e da produção nacional, da mobilidade e dos serviços públicos.

Audácia
A encerrar o momento das intervenções políticas, Jerónimo de Sousa também desafiou os eleitos do PS, PSD, CDS e BE pelo círculo eleitoral de Leiria a prestarem contas do que andaram a fazer quando as populações e as camadas não-monopolistas no distrito precisaram. Insistiu, porém, noutras duas questões que não são de menor relevância na batalha que se avizinha, pelo contrário.

Uma é o facto de Heloísa Apolónia ter abraçado com audácia o repto de encabeçar a lista da CDU num distrito onde a coligação não elege deputados há muitos anos, dando, assim, corpo à consigna de que comunistas e ecologistas pretendem, nas legislativas de Outubro próximo, eleger deputados quer onde já os têm quer onde ainda os não têm, e assumindo aquela que é uma marca da CDU: defender os interesses dos trabalhadores e do povo onde quer que candidatos se apresentem a sufrágio.

Por outro lado, realçou o secretário-geral do PCP, uma vez que temos candidata, trabalho e propostas substantivas, vale a pena fazer todos os esforços para alcançar o objectivo de eleger Heloísa Apolónia. Esforços militantes, precisou, aqueles que se têm revelado capazes de vencer os obstáculos colocados pela ocultação e deturpação da acção, iniciativa e proposta da CDU.

É que ao contrário do que se tem feito crer, salientou ainda, não há nem deputados eleitos nem excluídos da eleição à partida. Ninguém é dono dos votos e as sondagens não votam, por muito que possam condicionar, estando, por isso, nas mãos dos leirienses reforçar a sua voz no parlamento.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: