Breves
Má opção para Lisboa

Reclamando uma «urgente expansão da rede do Metropolitano de Lisboa, a Comissão de Utentes dos Transportes de Lisboa considera, no entanto, que a construção da Linha Circular «é uma má opção que irá degradar ainda mais a oferta de transporte de Metro».

Os mais prejudicados serão os utentes da Zona Norte de Lisboa, bem como de Odivelas e Loures, servidos pela Linha Amarela, com uma mudança de comboios obrigatória no Campo Grande para qualquer trajecto de ligação às zonas mais centrais da cidade.

«Consideramos que uma expansão da rede deve ser planeada, de forma fundamentada e eficaz, para servir os utentes com qualidade», defende a Comissão, considerando que a Linha Circular, para além de «um investimento público muito elevado», é «uma obra que não acrescentará nada de significativo à rede de Metro existente, não resolvendo os problemas de isolamento de diversas zonas da cidade».


Atentado ambiental em Tábua

«Material já sem uso» da responsabilidade da Câmara de Tábua, que em idênticas operações anteriores foi mandado reciclar, «foi enterrado num buraco com um diâmetro largo, aberto para o efeito junto ao Estádio Municipal de Tábua, pelos serviços camarários», denunciou, no início do mês, a CDU.

Segundo a mesma fonte, «foram enterradas cerca de 25 toneladas de materiais inflamáveis (pneus e tapetes de borracha, tubagem em plástico e PVC, mangueiras, etc). «Tudo isto sem que o presidente da Câmara, Mário Loureiro, tomasse medidas para impedir este atentado», acusou a Coligação PCP-PEV.


Concerto solidário

O Auditório Camões (Av. Alm. Barroso, 25B), em Lisboa, acolhe, no dia 27 de Julho, às 19h30, o concerto solidário «Canção do Coração», promovido pela Associação Iúri Gagárin. Com entrada livre, os donativos revertem para as crianças do Orfanato de Gorlovka e da Escola-Internato do Bairro Kuibichev, na cidade de Donetsk.