Breves
Auto Sueco

A coincidir com o «dia do cliente», o SITE Sul e os trabalhadores da Auto Sueco II Automóveis (Almada), realizaram uma concentração junto às instalações da empresa, no parque industrial do Feijó, durante a manhã, por aumentos salariais gerais (que não ocorrem há 10 anos) e pela negociação do caderno reivindicativo.


CM Lisboa

No dia 29 de Maio, de manhã, trabalhadores das oficinas e armazéns do Departamento de Reparação e Manutenção Mecânica da CM Lisboa realizaram um plenário frente aos Paços do Concelho. Serão decididas formas de luta, se continuar sem resposta a maior parte dos problemas colocados em Outubro, refere-se na resolução entregue a um assessor do presidente da CML.
De tarde, num protesto semelhante e também por iniciativa do STML/CGTP-IN, reuniram-se no mesmo local trabalhadores do Departamento dos Direitos Sociais, reafirmando que rejeitam a intenção de os retirar do Edifício Municipal no Campo Grande, pois tal opção política prejudica o atendimento e os projectos.


Amadora-Sintra

Pela aplicação do contrato colectivo de trabalho que vigora, há quase um ano, em todos os demais hospitais EPE (entidades públicas empresariais), os trabalhadores do Hospital Fernando Fonseca fizeram greve a 22 de Maio, com uma adesão de mais de 95 por cento, e concentraram-se em frente à unidade de saúde conhecida como Amadora-Sintra.
O Sindicato da Função Pública indicou ainda, como motivos para a luta, o atraso no aumento do salário mínimo para 635 euros, a falta de pessoal e os elevados ritmos de trabalho.


Ferroviários reformados

O SNTSF e a sua comissão central de ferroviários reformados levaram a cabo, no dia 30 de Maio, durante a manhã, uma vigília em frente ao Ministério do Trabalho, reclamando o fim da discriminação que atinge os que são abrangidos pelo regime especial da Caixa de 1927, cujas pensões não são actualizadas desde 2009.