Contra discriminações na ATF

Com quatro dias de greve marcados, de dia 14, domingo, até quarta-feira, os trabalhadores da fábrica About the Future (ATF), em Setúbal, do Grupo Navigator, fizeram anteontem greve ao trabalho suplementar e realizaram uma concentração em Lisboa (na foto), frente ao Hotel Ritz, onde decorria a assembleia de accionistas da empresa-mãe (The Navigator Company).

Organizados no SITE Sul, os trabalhadores exigem aumentos que permitam aproximação dos seus salários aos que são praticados na Navigator Paper Figueira, como um passo concreto para acabar com discriminações salariais que podem chegar a 500 euros, como relatou um dirigente à agência Lusa, durante a concentração.

Bruno Dias, deputado do PCP, esteve no protesto de anteontem, reafirmando aos trabalhadores a solidariedade do Partido nesta luta.

Pelos mesmo objectivos, os trabalhadores da ATF fizeram greve de 30 de Janeiro a 2 de Fevereiro.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: