Afirmar o direito ao desenvolvimento
Jornadas Legislativas na Madeira para construir a alternativa

PROPOSTAS Os deputados do PCP na Assembleia da República e na Assembleia Regionalda Madeira vão participar, de 9 a 12 de Janeiro, nas «Jornadas Legislativas» que se vão realizar na Madeira e Porto Santo.

As jornadas que no sábado se iniciam têm como objectivo construir propostas para a política alternativa. «Não basta, para o futuro da Região e do País, uma alternância, um rotativismo, daqueles que se vão sentando nas cadeiras do poder», afirmou Edgar Silva, Coordenador Regional do PCP na Madeira, em conferência de imprensa realizada no passado dia 31.

Na apresentação desta iniciativa, o dirigente precisou que a CDU tem um «projecto distinto» daqueles que têm tido «responsabilidades governativas». Neste sentido, das jornadas «sairão linhas de acção» para a «afirmação do direito ao desenvolvimento» da Região Autónoma da Madeira e «um conjunto de exigências reivindicativas quanto àqueles que deverão ser os deveres da República».

Serão priorizados os problemas dos transportes e dos direitos dos povos das ilhas à mobilidade; as questões sociais ligadas ao trabalho com direitos e à habitação; as áreas da justiça, da administração interna e dos direitos à segurança pública; as políticas e o funcionamento dos serviços públicos nesta Região Autónoma.

Para além de reuniões com sindicatos, associações e organizações da Região e de uma audição sobre «Trabalho com direitos», estão previstos debates sobre habitação, serviços públicos e as propostas do PCP para uma política alternativa. No domingo tem lugar uma visita a Porto Santo, para falar dos custos da dupla insularidade e dos problemas dos transportes marítimos e aéreos.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: