São Jorge não é uma ilha de segunda!

A propósito de uma visita do Governo Regional dos Açores à ilha de São Jorge, em Janeiro, a CDU alertou para diversos problemas que necessitam de resolução e que passam, sobretudo, por «falta de visão», «planeamento» e «organização».

A Coligação PCP-PEV deu como exemplo o Centro de Saúde de Velas, um «edifício antigo» que vai ser requalificado, mas não tem em conta as «necessidades actuais e futuras da ilha, da população residente», nem do acréscimo constante de turistas.

Criticada foi, igualmente, a privatização da Santa Catarina, empresa chave e importante para a economia da ilha e da Região. Na área das acessibilidades o Governo Regional «trata São Jorge sem a atenção merecida», acusa a CDU, dando conta das «insuficientes» ligações aéreas e da «falta da ligação marítima Calheta – Angra».

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: