A organização concelhia de Setúbal sai fortalecida da assembleia
Assembleia em Setúbal aponta ao reforço da organização

ORGANIZAÇÃO «Democracia e Socialismo, um PC mais forte e influente no concelho de Setúbal», foi o lema da 14.ª assembleia daquela organização concelhia, realizada no dia 25 de Novembro, que reuniu 120 delegados.

A assembleia realizou-se num contexto em que o Partido leva a cabo, em todo o País, uma campanha visando o reforço da sua organização, intervenção e iniciativa. Deste reforço constam, entre outras medidas, a própria realização de assembleias, a campanha de 5000 contactos com trabalhadores e a entrega do novo cartão do Partido – fundamentais, estas últimas, para a própria mobilização dos delegados.

Como sempre sucede com as assembleias das organizações partidárias, e esta não foi excepção, a democracia interna saiu reforçada, com o aprofundamento da discussão colectiva. Assim de potenciou a criação de uma nova dinâmica na acção partidária, permitindo responsabilizar novos quadros por tarefas e criar melhores condições, objectivas, para dar resposta às conclusões da assembleia e às tarefas gerais do Partido.

Da assembleia, que aprovou por larga maioria a Resolução Política e a nova Comissão Concelhia, a organização sai mais fortalecida não apenas porque avançou na análise da situação política, económica e social do concelho mas também por ter definido linhas de intervenção para estimular a luta dos trabalhadores e das populações de Setúbal e fortalecer a organização do Partido, aumentar a sua intervenção nas empresas e locais de trabalho, reforçar as células, recrutar novos militantes e integrá-los na estrutura partidária.

A nova Comissão Concelhia tem 42 elementos, mais de metade são operários e empregados.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: