Professores protestaram na AR

Um plenário nacional de professores e educadores teve lugar no dia 2, sexta-feira, junto ao Palácio de São Bento, durante a tarde, enquanto o ministro da Educação falava sobre o Orçamento para 2019 na comissão respectiva.

O protesto foi convocado pelas dez estruturas sindicais que têm promovido, em convergência, a luta dos docentes pela recuperação do tempo de serviço cumprido nos períodos em que a progressão na carreira esteve congelada. Na moção aprovada insiste-se na reivindicação de que, na especialidade, a proposta do Governo seja alterada e o OE do próximo ano preveja o início do faseamento da recuperação dos nove anos, quatro meses e dois dias de congelamento.

Foram igualmente exigidas respostas para problemas das escolas e dos professores, que têm vindo a ser colocados, como a regularização dos horários de trabalho (motivo de uma greve que tem estado a afectar as reuniões e outras actividades não lectivas, consideradas para além do horário normal), o combate à precariedade e as condições de aposentação, para iniciar o necessário rejuvenescimento da profissão.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: