Breves
MADEIRA
Propostas para melhorar a vida dos madeirenses

Na abertura da nova sessão legislativa na Região Autónoma da Madeira, o PCP apresentou um conjunto de propostas de alcance social. Entre elas, contam-se a criação de um Plano deDemências para a região; um complemento de reforma para idosos no valor de 65 euros; assegurar médico de família para todas as crianças; acréscimo do salário mínimo nacional em 7,5 por cento; criação do passe sénior e do passe pensionista; gratuitidade progressiva no transporte escolar e passes de criança e de estudante para todo o ensino obrigatório; instituição de um programa de combate à diferença de remuneração com base no género.


PONTE DE LIMA
Município beneficia incumprimento

A Comissão Concelhia de Ponte de Lima do PCP manifestou na semana passada a sua apreensão pela forma de utilização antecipada dos terrenos baldios na freguesia de Arcozelo, alienados ao município e destinados à implementação do pólo industrial do granito, espaço ainda hoje sem loteamento efectivo. A 15 de Julho, afirma o PCP em nota de imprensa, o presidente da Câmara solicitou à restante vereação o perdão das rendas relativas ao ano de 2015 a duas empresas, num montante total superior a oito mil euros. Sublinhando que as ditas rendas reportam-se a «ocupação por antecipação de lotes», o PCP considera que a deliberação dos vereadores foi não só «incongruente» como representou um «benefício de incumprimento contratual». Os comunistas acusam o executivo municipal de consentirem muitas arbitrariedades por parte das empresas «antes de estarem concluídas as infra-estruturas para o pleno funcionamento do dito Pólo Industrial, que tem servido de manta e capote das mais estranhas e trapaceiras engenharias habilidosas praticadas ao longo dos últimos anos com terrenos baldios de Arcozelo».


AMADORA
Assinalar o Dia Mundial do Coração defendendo o SNS

O PCP assinalou, no último dia de Setembro, o Dia Mundial do Coração numa iniciativa realizada no Centro de Trabalho da Brandoa, no concelho da Amadora. A iniciativa iniciou com rastreios de glicémia e medições de tensão arterial, para além de uma conversa com a presença de uma profissional de saúde sobre práticas mais saudáveis para o coração e prevenção de doenças cardiovasculares. Em seguida realizou-se um debate sobre a situação do Serviço Nacional de Saúde e as propostas do PCP para o melhorar, visando a defesa e aprofundamento do seu carácter público, universal e gratuito. Foi sublinhada a necessidade de investimento em equipamentos e a urgência de valorizar as carreiras e condições de trabalho dos profissionais de saúde.